25/03/2023 às 14h54min - Atualizada em 25/03/2023 às 14h54min

Cláudia de Jesus pede para que o Estado invista em biodigestores para agricultores familiares em Rondônia

Biodigestor é solução ambiental e energética na propriedade familiar rural

Gazeta Rondônia
Assessoria

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

A deputada estadual Cláudia de Jesus (PT) indicou ao governo de Rondônia para que a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e a Secretaria de Estado de Ação Social (Seas) viabilizem estudos para a aquisição de kits de biodigestores para as famílias de agricultura de baixa renda no estado. O objetivo é apoiar o desenvolvimento socioeconômico dessas famílias por meio da economia, melhoria da produção e geração de renda. 

O biodigestor é utilizado para acelerar o processo de decomposição de matéria orgânica, uma solução sustentável que pode ajudar no tratamento de esgoto doméstico. A implantação de biodigestores pode suprir a necessidade de gás de cozinha e até de energia elétrica em uma propriedade rural com um investimento menor do que outros sistema.


De acordo com a indicação da parlamentar, a distribuição dos equipamentos pode resultar em uma economia anual de cerca de R$ 3.600 por unidade familiar. Segundo o Censo Agropecuário de 2018, em Rondônia, 81% dos estabelecimentos são classificados como agrícolas familiares, maior do que a média nacional que é de 76%.

 
“Consideramos que as famílias do campo já vivem em situações precárias e com muitas dificuldades econômicas e com o preço alto do gás de cozinha, que pode chegar até R$150, ter a produção de biogás a partir de esterco dos animais ajuda na economia das famílias”, explicou a deputada.

Conforme informações do projeto indicado por Cláudia de Jesus, obtido por meio de estudos realizados pela Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater) o tamanho do biodigestor varia de acordo com a necessidade energética da família e a capacidade de abastecimento.  A maioria das famílias usa biodigestores construídos com caixas d'água de dois ou cinco mil litros e o esterco de um bovino é capaz de gerar gás suficiente para atender a necessidade de uma casa com até cinco pessoas.

A proposta da deputada estadual Cláudia de Jesus é uma iniciativa que visa trazer benefícios tanto para a população rural quanto para o meio ambiente, contribuindo para a promoção do desenvolvimento sustentável em Rondônia.

Assessoria.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »