14/05/2024 às 23h59min - Atualizada em 14/05/2024 às 23h59min

Produção de grãos é estimada em torno de 4,1 milhões de toneladas em Rondônia

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Os agricultores de Rondônia deverão colher cerca de 4,1 milhões de toneladas de grãos na safra 2023/2024, como aponta o 8º Levantamento de Grãos da Safra 2023/2024, divulgado nesta terça-feira (14) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
 
Se confirmado, o resultado estabelece um novo recorde para o estado. O crescimento em relação ao ciclo passado é de 8,7%, mas quando comparamos com a temporada 2018/2019 o incremento é ainda maior e chega a 86%.


Dentre as culturas cultivadas em Rondônia, soja, milho e arroz registram elevação na área cultivada. Para a oleaginosa, o aumento chega a 6,8%, estimado em 635,5 mil hectares. De acordo com o boletim, as áreas implantadas na região sul do estado foram favorecidas pela presença de chuvas desde o plantio. “Já no centro e no norte de Rondônia a realidade foi outra.

Clique aqui para seguir o canal do Portal Gazeta Rondônia no WhatsApp
 
As chuvas iniciaram de forma muito esporádica e só se firmaram a partir da primeira semana de dezembro, atrasando em muito o calendário agrícola desta safra”, avalia o superintendente da Conab em Rondônia, Rosemberg Alves Pereira. Mesmo assim, a produtividade das lavouras deve apresentar uma melhoria de 2%, resultando em um aumento na produção em torno de 9%, estimada em cerca de 2,2 milhões de toneladas.

No caso do milho, a área deve crescer 9,8%, podendo chegar a 333 mil hectares. No entanto, a Conab estima um menor desempenho das lavouras, com a produtividade da segunda safra do cereal saindo de 5.281 quilos por hectare para 5.221 quilos por hectare. A maior área semeada compensa a perda na produtividade e a colheita no segundo ciclo do grão deverá registrar um incremento de 8,7%, estimada em 1,66 milhão de toneladas.

O crescimento para a área semeada de arroz em Rondônia chega a 10,5%. Com isso, a cultura deverá ocupar 41,2 mil hectares no estado. Esse aumento é explicado pela substituição do cultivo da soja pelo plantio do arroz, devido à irregularidade das chuvas na semeadura da oleaginosa. A maioria dessas áreas já foram colhidas ou estão em fase final de maturação. Já as lavouras implantadas na safrinha apresentam-se, em sua maioria, em fase final de desenvolvimento vegetativo, com algumas áreas já em início de enchimento de grãos. A expectativa é que a colheita de arroz atinja 134 mil toneladas.

Outras informações sobre o cultivo de grãos em Rondônia e nos demais estados podem ser obtidas no 8º Levantamento da Safra de Grãos publicado no site da Conab.

Fonte: Conab.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »