15/05/2024 às 06h38min - Atualizada em 15/05/2024 às 06h38min

VÍDEO: Menino de 9 anos morre baleado no rosto após acompanhar o pai em cobrança de dívida

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O Cidade Alerta acompanha o caso de um pai traficante que levou o próprio filho para o mundo do crime, e a criança acabou pagando com a vida. Em Ceilândia (DF), Douglas Campos resolveu cobrar outro bandido na presença do seu filho, Ryan Cardoso, de apenas 9 anos, que acabou pagando com a vida. A reportagem mostra, imagens do circuito de segurança da rua que virou cena de crime.

No vídeo, Douglas aparece chegando de carro em uma rua remota. Ele desceu do carro, conversou com um grupo de pessoas que estava no local e, subitamente, voltou para o veículo, pegou uma arma de fogo e iniciou os disparos. Outra pessoa estava armada e, em seguida, uma confusão generalizada tomou conta da do local e, na intensão de defender seu pai, Ryan correu em direção ao homem.


Em um beco onde a câmera não filma, tudo acontece. Momentos depois, Ryan volta com dificuldades de andar. Seu pai, logo atrás, também estava ferido. Os dois, então, entraram no carro e saíram do local. Um vídeo filmado pelo próprio Douglas com o celular mostra o garoto reclamando de ferimentos na boca, onde foi atingido com um tiro.

Poucas horas após dar entrada no hospital regional da cidade, o menino não resistiu e morreu. Segundo a polícia Militar, outras pessoas também ficaram feridas. O PM Michello Bueno contou que as autoridades conseguiram identificar um dos veículos que estava na rua onde aconteceu a troca de tiros. Ele disse, ainda, que todos os envolvidos foram presos.

Clique aqui para seguir o canal do Portal Gazeta Rondônia no WhatsApp

Os policiais contaram, também, que o pai de Ryan teria o levado propositalmente para cobrar uma dívida de drogas. O menino, então, não apenas presenciou o crime, como tentou socorrer o pai e acabou morto.

De acordo com Michello, Douglas já tinha diversas passagens pela polícia e, inclusive, três mandados de prisão. Mesmo com as investigações do caso, ainda não é possível saber quem, de fato, atirou na criança, já que a câmera não flagrou o disparo fatal.
 
Com o trabalho das autoridades, quatro pessoas foram presas e indiciadas pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio. Dentre esses, o pai da criança, que deve responder pela morte do filho, mas segue internado devido aos ferimentos.

Na região onde o crime aconteceu, os moradores locais seguem assustados. “Moro aqui a minha vida todo, e nunca vi esse tipo de situação, choca demais”, afirmou uma vizinha.




 
Fonte: R7.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »