18/05/2021 às 11h22min - Atualizada em 18/05/2021 às 11h22min

Cerejeiras realiza carreata no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Gazeta Rondônia
Gazeta Rondônia
O município de Cerejeiras (RO) realizou na manhã desta terça-feira (18) uma carreata alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes que percorreu as principais Ruas e Avenidas e foi encerrada na Praça da Bíblia.


 
Participaram do evento a prefeita Lisete Marth, vice-prefeito José Carlos Valendorf, secretaria municipal de Assistência Social – SEMAS, Maria do Carmo Ribeiro Moreira, Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto – SEMED, Zenilda Terezinha Mendes, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescentes, Vereadores, Assistentes Sociais, Psicólogas, Conselheiros Tutelares, Servidores da SEMAS, Cras e Creas e Sociedade Civil Organizada.

 
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído por meio da Lei 9.970/2000, em memória de Araceli Cabrera Sanchez Crespo, de 8 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. Por isso, nessa data, são realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.

Diariamente crianças e adolescentes são expostos a diversas formas de violência nos inúmeros ambientes por eles frequentados, especialmente dentro de seus lares. Por isso, a família, a sociedade e o poder público, devem ser envolvidos na prevenção ao abuso e exploração sexual, alertando, principalmente as vítimas que, em sua grande maioria, não tem a percepção do que é o abuso sexual.

A violência sexual de crianças e adolescentes podem ocorrer em todas as faixas etárias (incluindo bebês), e classes sociais, podendo ser praticada por adulto ou por outra criança/adolescente. E a exploração ocorre com propósito de troca ou de obter lucro financeiro ou de outra natureza em turismo sexual, tráfico, pornografia, ou também em rede de prostituição.

Assim que for identificada a violência sexual, antes mesmo de conversar com a vítima, é importante entrar em contato com a polícia ou outro profissional que possa colaborar e dar o encaminhamento correto de acordo com o caso, conforme a Lei nº. 13.431/2017.

Ressaltamos a importância do trabalho em rede, destacando os Centros de Referência Especializados de Assistência Social - CREAS, que são unidades públicas que funcionam como porta de entrada para o atendimento de pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados. É fundamental salientamos que não culpabilizem a criança ou o adolescente e que, identifiquem quaisquer elementos e situações de risco que possam acontecer.



COMO DENUNCIAR ?

O Disque 100 funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, de acordo com a competência e as atribuições específicas, priorizando o Conselho Tutelar como porta de entrada (nas situações de crianças e adolescentes), no prazo de 24 horas, mantendo em sigilo a identidade da pessoa denunciante. Pode ser acessado por meio dos seguintes canais:

• Discagem direta e gratuita do número 100 - Disque 100

• Envio de mensagem para o e-mail disquedireitoshumanos@sdh.gov.br

• Crimes na internet através do portal www.disque100.gov.br

• Ouvidoria Online Clique 100: http://www.humanizaredes.gov.br/ouvidoria-online/

• Ligação internacional. Fora do Brasil através do número +55 61 3212.8400

Mais informações poderão ser obtidas no site: https://www.facabonito.org/
 
SEJA O REPÓRTER
 
Colabore enviando pautas e sugestões ao portal eletrônico Gazeta Rondônia por meio do canal aberto de WhatsApp envie notícias, fotos, áudios, vídeos, sugestões, correções ou flagrantes e não se esqueça de solicitar anonimato ou não.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos deverão ser feitos com o celular na posição horizontal. Textos e denúncias anônimas também podem ser enviadas a redação do Gazeta Rondônia pelo e-mail: gazetarondonia01@gmail.com

Acompanhe nossa página no Facebook e fique bem informado (a) com as principais notícias de Rondônia, Brasil e Mundo.

Quer receber no seu celular links de notícias exclusivas de Rondônia, Brasil e Mundo participe do Grupo de Whatsapp do portal Gazeta Rondônia, sem debates ou comentários.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

42.9%
0%
0%
0%
57.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp