28/05/2021 às 21h30min - Atualizada em 28/05/2021 às 21h30min

Banco apura como R$ 28,8 mil foram parar no lixo e elogia catadores pela devolução: 'Louvável'

Gazeta Rondônia

O Banco do Brasil abriu um procedimento interno para apurar como envelopes de dinheiro totalizando R$ 28,8 mil foram descartados no lixo, nessa quarta-feira (26), em Cuiabá (MT). Os funcionários de uma cooperativa responsáveis por triturar os papéis da agência encontraram o montante e devolveram ao banco.

A instituição parabenizou os catadores pela honestidade. 

“Avaliamos como louvável o gesto da cooperativa de reciclagem e seus cooperados em restituir o dinheiro para devolução aos seus legítimos donos”, diz em nota.

A faixa salarial de um catador de material reciclável é de cerca de R$ 1,2 mil mensal. O valor encontrado no lixo é equivalente a dois anos de trabalho.

O banco disse que, apesar de não ter registros de reclamações de clientes sobre depósitos não processados, o valor encontrado pertence aos clientes da agência e que, por isso, não é possível dar um 'bônus' aos trabalhadores da cooperativa.

“O BB esclarece que não há registros de reclamações sobre depósitos não processados e que acolhe todas as contestações, sempre que identifica que os créditos não foram compensados”, explica.

Osvaldo encontrou o primeiro pacote de dinheiro enquanto triturava papéis do banco — Foto: Divulgação

Osvaldo encontrou o primeiro pacote de dinheiro enquanto triturava papéis do banco — Foto: Divulgação

Osvaldo encontrou o primeiro pacote de dinheiro enquanto triturava papéis do banco — Foto: Divulgação

“Ele chegou na sala onde eu estava e me entregou o envelope contando que tinha encontrado. Eu chamei outra cooperada e pedi para acompanhá-lo no trabalho de trituração e aí eles passaram a procurar e encontraram mais envelopes e foram guardando”, contou a agente ambiental da cooperativa, Fátima Ferreira de Almeida.

Depois de terminarem o trabalho, os cooperados pararam para contar o dinheiro dos envelopes encontrados e a soma foi de R$ 28.836,00.

Trabalhadores da Cooperativa Alternativa de Reciclagem e Preservação do Meio Ambiente (Coorepan) durante o trabalho — Foto: Divulgação

Trabalhadores da Cooperativa Alternativa de Reciclagem e Preservação do Meio Ambiente (Coorepan) durante o trabalho — Foto: Divulgação

Trabalhadores da Cooperativa Alternativa de Reciclagem e Preservação do Meio Ambiente (Coorepan) durante o trabalho — Foto: Divulgação

A princípio, os cooperados pensaram em dividir o dinheiro entre os 27 trabalhadores da empresa. No entanto, decidiram conversar com outros colegas para saber como deveriam proceder e, em seguida, resolveram procurar os meios para a devolução do montante.

Segundo Fátima, ela e os colegas de trabalho entraram em contato com o administrativo da empresa, que ligou para o banco, em seguida.

O gerente da agência acionou o Batalhão de Operações Especiais (Bope), que acompanhou a entrega dos envelopes ao banco e registrou um boletim de ocorrência na Central de Flagrante. Fonte G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

42.9%
0%
0%
0%
57.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp