15/06/2021 às 21h52min - Atualizada em 15/06/2021 às 21h52min

PORTO VELHO: Sem posse, professores convocados protestam em frente à prefeitura!

Gazeta Rondônia
Val Barreto

Embora haja um menor número de pessoas no protesto que aconteceu na segunda (14/06) há centenas de professores e outros servidores que foram convocados, mas não tomaram posse ainda.
 

O QUE HOUVE?
 
Os professores convocados do Concurso da Prefeitura de Porto Velho 2019 realizaram os exames, mas não tomaram posse de seus cargos, todavia, devido a estabilidade da vaga em um concurso e tendo já sidos convocados, vários professores que atuavam na rede privada pediram demissão e muitos estão sem trabalhar desde março 2020.
 
 CONSEQUÊNCIA DA SUSPENSÃO DA POSSE:
 
Alguns professores perderam direitos e benefícios de escolas privadas, outros estão com os companheiros desempregados devido à crise da pandemia do novo Corona vírus.  Há casos de professores que pegaram dinheiro emprestado ou gastaram tudo que tinham para pagar os exames médicos que chega até ao valor de R$3.000 reais.
 
“MOTIVO” DA SUSPENSÃO:
 
Com o Decreto de estado de calamidade, a Prefeitura suspendeu as posses dos candidatos. Como a suspensão aconteceu de forma inesperada, após vários meses, os professores estão vivenciando dificuldades e sonhando com a posse.
 
Com a regularização das aulas remotas na Educação Infantil, o número de óbitos devido a COVID-19 e aposentadorias a necessidade de professores aumentou e existem mais de 200 horas extras, mas ainda não houve por parte da prefeitura a concessão da posse desses professores e profissionais da educação que seguem prejudicados.
 
Enquanto os municípios de Jaru, Vilhena, Candeias e outros dão posse aos professores, Porto Velho, a capital do Estado de Rondônia está “impedida” pelo TCE, MP, PGM, SEMPOG de conceder posse a esses professores. Esse impedimento é apenas em Porto Velho, o que é bastante curioso, visto que a Lei é para todos.
 
A desculpa é a PEC emergencial, mas os cargos comissionados seguem a todo vapor, deixando todos intrigados como o recurso disponível reserva-se apenas aos CDS, não havendo recursos financeiros para servidores efetivos.
 
Há mais de 1 ano os professores vêm passando dificuldades, a posse foi anunciada várias vezes, mas não houve cumprimento por parte da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) tampouco pela Secretaria Municipal de Administração (SEMAD).
 
A novela segue e a enrolação se perdura... Descaso!



 
SEJA O REPÓRTER ENVIANDO PAUTAS E SUGESTÕES

Colabore enviando pautas e sugestões ao portal eletrônico Gazeta Rondônia por meio do canal aberto de WhatsApp envie notícias, fotos, áudios, vídeos, sugestões, correções ou flagrantes e não se esqueça de solicitar anonimato ou não.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos deverão ser feitos com o celular na posição horizontal. Textos e denúncias anônimas também podem ser enviadas a redação do Gazeta Rondônia pelo e-mail: gazetarondonia01@gmail.com

Acompanhe nossa página no Facebook e fique bem informado (a) com as principais notícias de Rondônia, Brasil e Mundo.

Quer receber no seu celular links de notícias exclusivas de Rondônia, Brasil e Mundo participe do Grupo de Whatsapp do portal Gazeta Rondônia, sem debates ou comentários.
 
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

40.0%
4.0%
5.3%
12.0%
38.7%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp