19/07/2021 às 19h04min - Atualizada em 19/07/2021 às 19h04min

Cerejeiras adere ao Selo UNICEF edição 2021/2024 nesta segunda-feira (19)

A ação reforça políticas públicas para as crianças e adolescentes

Gazeta Rondônia
Presidente do CMDCA Marcia Cristina Tesser e Prefeita Lisete Marth durante ato de assinatura de adesão ao Selo UNICEF (Crédito de imagem: Assessoria)
Nesta segunda-feira, reuniram-se no Gabinete da Prefeita Municipal  a Secretária de Assistência Social, Maria do Carmo Ribeiro Moreira, adjunta da SEMAS Vandira Valendorff, Secretária de Educação Zenilda Terezinha Mendes da Silva, Secretária Adjunta da SEMED Cleia Souza Santos, Secretário Municipal de Saúde Ederson Lopes, Presidente do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, Marcia Cristina Tesser, Secretário de Planejamento  Enilton Marcos Bernardes da Silva, Educadora Física Adriana Oliveira Marques Santos, Vice-Prefeito José Carlos Valendorff e a Prefeita Lisete Marth para assinar o termo de adesão ao Selo UNICEF Edição 2021/2024.

Segundo o site da UNICEF, o Selo é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), junto a diversos parceiros da sociedade civil e governos, para apoiar os municípios do Semiárido e Amazônia a garantir os direitos de crianças e adolescentes. 

O Semiárido e a Amazônia Legal ainda concentram um número considerável de crianças e adolescentes que não têm seus direitos garantidos; ou que possuem acesso a serviços básicos, mas não na qualidade necessária para o seu desenvolvimento. Mas esta realidade já está mudando. Com mais de 20 anos de história, o Selo UNICEF tem se mostrado uma estratégia de sucesso para incentivar municípios na promoção dos direitos da infância, assim como uma forma de reconhecer aqueles que conseguiram construir uma cidade melhor para cada criança e cada adolescente.

Estão aptos a aderir ao Selo UNICEF 2.311 municípios de 18 estados, sendo 9 da Amazônia Legal Brasileira (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) e 9 do Semiárido Brasileiro (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe). A relação completa pode ser conferida aqui. Vivem nestes 2.311 municípios mais de 22 milhões de meninas e meninos de até 17 anos. Devem ser eles o foco dos esforços dos municípios e governos estaduais durante - e para além! - da participação no Selo UNICEF.

Ao aderir ao Selo UNICEF, o município assume o compromisso de priorizar crianças e adolescentes em suas políticas públicas e mobilizar esforços para promover seus direitos à saúde, educação, participação social e proteção contra a violência. Em Cerejeiras, a Secretária de educação, Cultura e Desporto Zenilda assume a tarefa de articuladora do Selo UNICEF, e a Educadora Física Adriana foi designada Mobilizadora do Selo Unicef.

Nosso objetivo é proteger, promover e garantir os direitos das crianças e adolescentes de nosso município, de forma articulada e integrada, com a colaboração de todos, afirmou Lisete Marth


Conheça mais sobre esta história:


Cada ciclo do Selo UNICEF dura quatro anos, acompanhando o período da gestão municipal. Após a adesão, os municipios:

 
  1. Participam de capacitações;
  2. Recebem bibliografia e suporte técnico da equipe do UNICEF e parceiros;
  3. Desenvolvem um plano de ação;
  4. Mobilizam a comunidade local para participar das decisões;
  5. Acompanham a evolução de indicadores sociais;
  6. São monitorados;
  7. e, finalmente, são avaliados. 

Fazem parte dos objetivos a erradicação da pobreza, agricultura sustentável, saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero, água potável e saneamento, energia limpa e acessível, trabalho decente e crescimento econômico, entre outros.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da volta às aulas presenciais no estado de Rondônia em agosto

21.1%
74.9%
4.0%