07/08/2021 às 14h52min - Atualizada em 07/08/2021 às 14h52min

Pai e filha falam do orgulho de trabalharem juntos em um dos maiores hospitais de Rondônia

Gazeta Rondônia

Servidora do Governo de Rondônia desde 2011, a enfermeira Keila de Oliveira Rodrigues, de 35 anos, desempenha, atualmente, o cargo de gerente de enfermagem do Hospital Regional de Cacoal. Em sua jornada de trabalho, a profissional se diz desafiada a dar o seu melhor em cada nova missão.

“Busco a cada dia ser uma profissional e pessoa melhor, pois reconheço quão importante é a nossa atuação nesta instituição. O que mais me motiva é saber que trabalhamos com o bem mais precioso, a vida. Portanto, são vidas cuidando de vidas. Além disso, eu sei que sempre tem alguém muito especial me olhando e a quem eu devo muito”, destaca.

Na rotina de trabalho, um rosto, em meio a tantos profissionais que atuam no HRC, sempre traz calma ao seu coração e sua mente e faz a enfermeira querer sempre dar o seu melhor. O pai de Keila é um dos vigilantes do Hospital. Sempre atento a tudo e a todos, é com muito carinho e admiração que Nilton Rodrigues Pereira acompanha o trabalho e a dedicação da filha.

“É muito gratificante poder acompanhar a atuação dela no trabalho. Ela é uma profissional competente, honesta, sincera, verdadeira. Uma filha maravilhosa, responsável, exemplar”. Adjetivos não faltam para o pai e colega de trabalho, a opinião é unânime. “A Keila é uma profissional sensacional”, garante Nilton.

De acordo com a gerente de enfermagem do Hospital Regional de Cacoal, a profissional que ela se tornou é fruto também dos ensinamentos que vieram do seu pai. “Ele tem um coração gigante, sempre disposto a ajudar. Trouxe muitos ensinamentos para a minha vida, acima de tudo, sermos sempre verdadeiros e honestos. Meu pai sempre me disse que devemos lutar pelos nossos sonhos! A vida não é fácil, mas temos a oportunidade de torná-la mais leve”, garante Keila.

Nilton é vigilante no HRC desde 2013, contratado de uma empresa terceirizada que presta o serviço ao Governo de Rondônia. Em sua jornada, o pai de Keila também busca se dedicar ao máximo à sua função. “Cada dia eu busco dar o meu melhor, sabendo da importância do meu trabalho para a organização e segurança da instituição. Além disso, ter a Keila por perto, faz eu querer sempre me esforçar mais, para continuar servindo de exemplo para a minha filha”, conta o vigilante.

Esforço esse que é reconhecido pela gerente de Enfermagem do HRC. “Ele é um excelente profissional, super dedicado, prestativo e muito responsável. É muito gratificante poder trabalhar na mesma instituição que ele, mas ao mesmo tempo em que é um orgulho, também é uma responsabilidade enorme. Quero sempre mostrar que posso ser uma profissional melhor, a cada dia. Quero que ele sempre se orgulhe de mim”, enaltece Keila.  

Entre pai e filha, o orgulho é mútuo e os elogios são constantes

EVOLUÇÃO DO HRC

Servidora efetiva do Hospital Regional de Cacoal há 10 anos, Keila destaca a evolução da unidade hospitalar. Segundo Keila, hoje, os profissionais estão mais capacitados para atuar em um hospital de média e alta complexidade, como o HRC, responsável por atender pacientes de mais de 30 municípios rondonienses. “O HRC é um presente para nós, moradores de Cacoal e região”, garante a enfermeira.

Atualmente, o Hospital oferece atendimento especializado em áreas como ortopedia, neurologia, pediatria, neurocirurgia, nefrologia, oncologia, oftalmologia, pneumologia, psicologia, nutrição, fisioterapia. Apenas no primeiro semestre de 2021, um total de 1.986 cirurgias foram realizadas no Hospital Regional de Cacoal, 15.087 consultas especializadas e 9.046 exames. Só na Unidade Covid-19 do HRC, foram registradas 1.009 internações entre janeiro e junho de 2021.

“Quem acompanhou a história do Hospital Regional, conhece a sua evolução. Por muitos anos ficou como uma obra inacabada, até ser finalmente concluída e que agora, a cada ano, evolui bastante. São milhares de pacientes atendidos, cirurgias de média e alta complexidade sendo realizadas, que antes nem se imaginava acontecer na saúde pública em Cacoal”, destaca a profissional, que ainda completa. “Além disso, o hospital oferece uma série de exames e conta com uma equipe comprometida, capacitada, em todos os setores. É um lugar excelente para trabalhar. Tanto eu, como o meu pai, nos orgulhamos em trabalhar e fazer parte da família HRC”. Fonte SECOM


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

40.6%
2.9%
5.8%
11.6%
39.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp