07/08/2021 às 18h12min - Atualizada em 09/08/2021 às 06h00min

Em Cerejeiras, vereador Erivelton Navarro solicita cancelamento do seu Cartão Vale Alimentação

Os vereadores de Cerejeiras recebem mensalmente R$ 550 como vale alimentação

Gazeta Rondônia
Assessoria
Vereador Erivelton Benedicto Navarro (crédito de imagem: Reprodução)

O Vereador do município de Cerejeiras (RO) Erivelton Benedicto Navarro (PSL) que foi eleito em 2020 com 371 votos, para exercer seu primeiro mandato, protocolou junto ao departamento de recursos humanos da câmara municipal, requerimento, solicitando o cancelamento do seu cartão vale alimentação.

No ofício protocolado o vereador solicita o cancelamento do cartão a partir do dia 31 de julho de 2021, uma vez que em sete meses de mandato o edil não fez uso de um centavo do benefício a ele disponibilizado.

Segundo Erivelton, o objetivo é o cancelamento do cartão vale alimentação no valor de R$ 550,00 (quinhentos e cinquenta reais) mensal, ao qual teria direito.

 

“Não concordo em fazer uso desse benefício e por isso estou abrindo mão deste recurso, meu objetivo é devolver aos cofres da câmara municipal o valor de R$ 3.850,00 (três mil, oitocentos e cinquenta reais) que foram acumulados ao longo desses 7 meses, se não conseguir efetuar a devolução, verei a possibilidade e legalidade de destinar esse recurso para entidades filantrópicas do nosso município. Mas minha decisão de não fazer uso do cartão alimentação é de caráter irrevogável, creio que esse benefício deva ser destinado exclusivamente aos servidores da nossa casa de leis, nada contra os meus colegas vereadores que fazem uso, esclarecendo que essa é minha opinião pessoal.” Disse Navarro.

AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO E AÇÃO POPULAR

A concessão de auxílio alimentação aos vereadores no valor de R$ 400,00 foi aprovado pela câmara de vereadores de Cerejeiras em fevereiro de 2018, atualmente o benefício é de R$ 550,00 e sempre provoca grandes reclamações da população cerejeirense. Em março de 2020 o presidente da Associação de Defesa dos Direitos da Cidadania em Rondônia, advogado, Caetano Neto, ajuizou Ação Popular para anular o auxílio e requereu a restituição dos valores recebidos, além da condenação dos parlamentares. Após defesa apresentada pelos vereadores de Cerejeiras, a ação foi arquivada pelo Tribunal de Justiça de Rondônia a pedido do Ministério Público.


Assessoria.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

40.6%
2.9%
5.8%
11.6%
39.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp