14/08/2021 às 15h19min - Atualizada em 14/08/2021 às 15h19min

Apreensão de cocaína cresce 622% após instalação de radar aéreo

Gazeta Rondônia

Uma das principais rotas da entrada de drogas no Brasil, Mato Grosso do Sul apreendeu após o início da operação de uma estação de radar em Ponta Porã - em junho deste ano, mais de uma tonelada de cocaína.

Segundo a secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), entre 30 de junho e 11 de agosto, quando o radar já estava em operação, foram apreendidos 1,057 tonelada de cocaína. A quantidade representa um aumento de 622% frente aos 146,4 quilos que foram apreendidos no mesmo período do ano passado. (Assista acima o vídeo da última grande apreensão de cocaína no estado).

O secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, de Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Videira, disse ao G1 que esse aumento está diretamente ligado a operação do equipamento.

"Depois que eles ativaram o radar, quem estava operando o tráfico de drogas no tráfego aéreo de baixa altitude, teve que migrar para as rodovias. Isso significa que todo tráfico de cocaína por terra aumentou. Mato Grosso do Sul chegou a registrar apreensões de 500 até 900 quilos nesse período", explicou ao G1.

O investimento de R$ 120 milhões, feito em 2018 pelos ministérios de Justiça e Segurança Pública e de Defesa foi feito para a instalação de três estações de radares completas no estado na região de fronteira.

Duas já haviam sido inauguradas: em Corumbá, no ano passado, e em Porto Murtinho, no mês de maio deste ano. A intenção do projeto é modernizar e ampliar a rede de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro para coibir o tráfico de drogas e armas, entre outras funções.Conforme o comandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária( BPMRv), tenente-coronel Wilmar Fernandes, o reflexo do aumento de apreensão de cocaína está diretamente ligado a operação do equipamento. Ele explicou que a grande última apreensão de cocaína foi no dia 27 de julho na rodovia MS-134, entre as cidades de Nova Andradina e Batayporã, região sul de Mato Grosso do Sul. A droga, que pesou 500 quilos, estava escondida dentro de uma carreta. Fonte G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

40.6%
2.9%
5.8%
11.6%
39.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp