30/08/2021 às 22h06min - Atualizada em 30/08/2021 às 22h06min

Homem é executado com mais de 30 tiros de fuzil ao sair de festa

Gazeta Rondônia

Denis Palacios, de 42 anos, foi executado com 30 tiros de fuzil ao sair de uma festa na madrugada desta segunda-feira (30), no bairro Jardim Parque Eucaliptos, em Ponta Porã, a 324 km de Campo Grande.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima foi encontrada caída no chão, ao lado do seu carro, com várias perfurações no corpo e no rosto. Testemunhas informaram à polícia que estavam na mesma festa e chegaram a ouvir alguns tiros, mas não souberam dizer quem seria o autor e nem como os fatos ocorreram.

O caso foi registrado como homicídio simples na primeira Delegacia de Polícia do município e segue em investigação.

Crimes na fronteira

A região de fronteira entre o Brasil e Paraguai, conhecida pelas grandes apreensões de drogas, volta a ganhar destaque em razão dos casos recentes de execuções (leia mais sobre os crimes abaixo). Nos sete primeiros meses deste ano, entre 1º de janeiro e 31 de julho, 87 pessoas foram executadas, segundo autoridades de segurança dos dois países. 

No inicio de agosto, Gilmar Afonso Canofe, de 36 anos, foi executado com vários tiros, próximo a prefeitura de Ponta Porã (MS), cidade que fica na fronteira com o Paraguai, na manhã desta quinta-feira (19). De acordo com as primeiras investigações da Polícia Civil, o homem pode ter sido morto por engano no lugar do irmão gêmeo.

No final de julho deste ano, Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram executados com mais de 47 tiros em uma choperia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha da brasileira Ponta Porã. Assista ao vídeo acima e entenda o caso. Horas antes do crime, os paraguaios Mateo e Anabel trocaram declarações de amor nas redes sociais 

Também em julho, o corpo de um adolescente também foi encontrado sem mãos, com um bilhete nesta semana: "Os justiceiros estão de volta". Ainda não há comprovação de que os crimes de fato são obra do mesmo grupo, pois as investigações ainda estão no início.

Em maio deste ano, um homem não identificado foi executado com tiros de fuzil entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. Imagens de câmeras de segurança que circularam na internet na época mostram a ação do pistoleiro. Fonte: G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

37.5%
4.5%
5.7%
11.4%
40.9%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp