02/09/2021 às 22h30min - Atualizada em 02/09/2021 às 22h30min

Pai é preso suspeito de dirigir bêbado e causar acidente em que filho de 8 meses foi arremessado do carro

Gazeta Rondônia

Um bebê de oito meses foi arremessado para fora do carro da família durante um capotamento na Avenida Brasil, umas das mais movimentadas de Anápolis, a 55 km de Goiânia, na quarta-feira (1º). O pai da criança foi preso porque dirigia o veículo bêbado, segundo a Polícia Militar (PM).

O bebê foi levado para um hospital de Trindade e, segundo o boletim médico desta quinta-feira (2), ele está com o quadro geral regular, consciente e respirando espontaneamente.

O nome do pai não revelado pela polícia. Desta forma, a reportagem não conseguiu localizar a defesa para se manifestar sobre a prisão. Ele se feriu no acidente, foi socorrido e depois levado ao presídio.

A mãe e uma irmã da criança, de 8 anos, estavam no carro, mas não se feriram. Todos usavam cinto de segurança, menos o bebê que estava no bebê-conforto, mas sem o cinto preso à cadeirinha.

Veículo entra em alta velocidade numa conversão e capota em Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Veículo entra em alta velocidade numa conversão e capota em Anápolis — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O sargento da PM Flávio Colombo disse que a imagem do bebê sendo arremessado pela janela chamou a atenção dos PMs no momento que passavam pelo local.

"A gente percebeu que a criança estava com sangramento na boca, um corte na testa e desmaiando e com dificuldade de respirar. O veículo veio em alta velocidade, tentou fazer a curva e não conseguiu", explicou o sargento.

A câmera de segurança de um comércio flagrou o acidente. O carro ia fazer uma conversão para entrar em outra avenida, mas entra em alta velocidade e capota três vezes até parar.

Enquanto capota, o bebê é arremessado para fora do veículo, que fica caído no asfalto. Um pedestre que quase foi atingido corre para socorrer a criança. Fonte: G1

 

 
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.1%
4.9%
8.1%
8.6%
43.2%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp