28/09/2021 às 08h40min - Atualizada em 28/09/2021 às 08h40min

Último suspeito de participar da morte de mulher que defendeu marido e bebê se entrega à polícia em Rondônia

Gazeta Rondônia

O último suspeito de participar da morte de Daniele Santos Reis foi preso nesta segunda-feira (27), após se apresentar espontaneamente na Delegacia de Homicídios em Porto Velho. Daniele foi morta tentando proteger o marido e a filha de 10 meses de tiros.

De acordo com a polícia, André Ryus Silva de Souza estava foragido e compareceu à delegacia juntamente com o advogado.

Durante coletiva de imprensa, o suspeito negou ter participado do crime. “A verdade vai aparecer. Eu tenho certeza que eu vou ser inocentado”, disse.

Como já estava com mandado de prisão em aberto, após prestar depoimento sobre o caso na delegacia, André foi diretamente encaminhado ao presídio, onde agora fica à disposição da Justiça.

Relembre o caso

A polícia acredita que Daniele morreu por engano e o verdadeiro alvo dos tiros seria o marido dela. Eles estavam na frente da casa, na noite do dia 18 de agosto, quando os suspeitos chegaram atirando na direção do homem.

Vídeo mostra momento que mulher morre ao defender marido e bebê de bandidos, o marido de Daniele segurava a bebê de 10 meses no colo e ela se jogou na direção dos disparos para protegê-los. Câmeras de segurança mostram o homem fugindo do local correndo com a criança no colo enquanto os suspeitos efetuavam outros disparos. Daniele morreu ainda no local.

De acordo com as investigações, a motivação principal do ataque seria uma desavença por causa de drogas entre o marido de Daniele e traficantes da região.
Além da bebê que estava no local do ataque, Daniele deixou um filho de 12 anos.

Outros presos

O primeiro preso por suspeita de envolvimento no caso de Daniele foi Judson Gabriel Barros de França, de 23 anos. Ele foi encontrado em uma residência da zona leste no dia 10 de setembro.

No dia seguinte, o segundo suspeito também foi preso após postar uma foto em uma casa de shows localizada em Ponta Porã (MS). Policiais rastrearam o local onde Lucas Simões Ferreira, conhecido como ‘Olhão, estava e cumpriu o mandado de prisão.

O terceiro suspeito, Alex Dias do Nascimento, foi encontrado três dias depois na zona sul de Porto Velho. Ele é suspeito de efetuar os disparos e confessou a autoria do crime durante depoimento à polícia. (G1).
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.1%
5.2%
8.0%
8.6%
43.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp