24/11/2021 às 15h42min - Atualizada em 24/11/2021 às 15h42min

Professor convida profissionais para fazer palestras de orientação vocacional para alunos da escola Tancredo Neves em Cerejeiras

Engenheiro civil e jornalista falaram aos estudantes do último ano do Ensino Médio sobre suas profissões e as oportunidades no mercado de trabalho

Gazeta Rondônia
Rildo Costa
Engenheiro Civil Maycon Rodrigues fala sobre a profissão na área da engenharia. “A prática é a coisa mais importante” (Foto: Nayury Ferreira)

Vários profissionais atuantes no mercado cerejeirense ministraram palestras para estudantes da escola estadual Tancredo Neves, em Cerejeiras.

A primeira palestra foi ministrada na manhã desta quarta-feira, 24, pelo engenheiro civil Maycon Rodrigues de Lima e pelo jornalista Rildo Costa, ambos atuando no município.

 

A programação foi um projeto pedagógico do professor Ailton Cavassani. A ideia é apontar algum caminho vocacional para estudantes que estão encerrando seu período escolar. “As palestras são realizadas por profissionais atuantes em Cerejeiras. Com o conhecimento trazido por estes profissionais, os alunos terão mais condições de decidir qual faculdade cursar e qual profissão seguir”, diz o professor.


O engenheiro civil Maycon Rodrigues, que nasceu e cresceu em Cerejeiras, foi um dos palestrantes. Na apresentação, Maycon falou sobre seu tempo de universitário, quando estudou na faculdade na Universidade de Cuiabá, na capital do Mato Grosso, período em que unia estudos e estágio e deu dicas de como se encaixar no mercado de trabalho. “Busque ter experiências práticas. Isso fará muita diferença para qualquer profissional”, diz o engenheiro.

Para o próximo dia 2, o engenheiro agrônomo Hugo Dan, do Centro de Pesquisa Agropecuária, empresa atuante em Cerejeiras, também ministrará uma palestra para os estudantes dentro do projeto idealizado pelo professor Ailton Cavassani. Profissionais de outras áreas também poderão ser convidados.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.2%
4.9%
8.2%
8.8%
42.9%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp