16/12/2021 às 08h18min - Atualizada em 16/12/2021 às 08h18min

Jovem atropelada por moto aquática morre após 5 meses na UTI

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um post da estudante Vanessa Gabriela Nery, feito horas antes dela ser atropelada por uma moto aquática, ganhou repercussão nas redes sociais nesta quarta-feira (15), após a morte da universitária ser anunciada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A jovem de 21 anos ficou internada durante cinco meses em UTI's de Porto Velho.

Na sua última publicação, às 11h29 do dia 11 de julho, Vanessa usou a conta no Twitter para anunciar que iria a um rio com uma amiga.

"Lá vai eu e a Mariana andar de jet novamente e sair do rio toda roxa!", escreveu.

Horas depois da postagem, Vanessa e a amiga Mariana foram atropeladas por uma outra moto aquática, conduzida por um homem.

Com a força da colisão, as mulheres foram jogadas na água e ficaram desacordadas. Um rapaz que estava perto do acidente pulou na água e colocou as duas vítimas em um barco, onde fez reanimação cardíaca.

Horas antes de ser atropelada, jovem escreveu que iria 'sair roxa' de moto aquatica — Foto: Twitter/Reprodução

Horas antes de ser atropelada, jovem escreveu que iria 'sair roxa' de moto aquatica — Foto: Twitter/Reprodução

Vanessa ficou em estado mais grave no acidente, com várias fraturas pelo corpo, inclusive na vértebra C-5 (a quinta da coluna cervical)

Inicialmente a jovem foi atendida no Hospital João Paulo com politraumatismo, mas por causa da gravidade dos ferimentos ela perdeu todos os movimentos dos braços e pernas e precisou ser levada ao Hospital de Base, local por onde fez várias cirurgias, inclusive de fixação da coluna.

Vanessa Gabriela Nery morreu depois de ficar cinco meses internada — Foto: Instagram/Reprodução

Vanessa Gabriela Nery morreu depois de ficar cinco meses internada — Foto: Instagram/Reprodução

Por último, Vanessa estava internada no Hospital Samar, onde acabou não resistindo aos ferimentos.

Vanessa Gabriela Nery tinha 21 anos e começou estudar direito em fevereiro deste ano na faculdade Fimca, em Porto Velho. A jovem, segundo amigos, era apaixonada por natureza e passeios em rios.

 

Acidente no rio Candeias

 

No dia 11 de julho, Vanessa, então com 21 anos, e outra amiga estavam em uma moto aquática quando foram atingidas por outro veículo aquático (conduzido por um homem) no rio Candeias, na cidade de Candeias do Jamari (RO).

Com a força da colisão, as mulheres foram jogadas na água e ficaram desacordadas. Um rapaz que estava perto do acidente pulou na água e colocou as duas vítimas em um barco, onde fez reanimação cardíaca.

Moto aquática das jovens foi atingida por outro veículo em Candeias, RO — Foto: Reprodução/WhatsApp

Moto aquática das jovens foi atingida por outro veículo em Candeias, RO — Foto: Reprodução/WhatsApp

O Corpo de Bombeiros foi acionado até o local e já encontrou as meninas conscientes. Como o caso de Vanessa era mais grave, pois tinha cortes profundos e fratura no corpo, a jovem foi levada ao Hospital João Paulo II. Fonte: G1

 

     

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »