23/01/2021 às 20h15min - Atualizada em 23/01/2021 às 20h15min

Manifestação "Fora Bolsonaro" reúne pouquíssimas pessoas em Porto Velho e frustra organizadores

Gazeta Rondônia
Integrantes de partidos de esquerda e opositores do presidente Bolsonaro em Porto Velho, organizaram um manifesto com carros, caminhada e cartazes na manhã desse sábado, 23 de janeiro. A liderança do movimento FORA BOLSONARO e VACINA JÁ em Porto Velho contava que haveria milhares de pessoas reunidas para protestar contra o que eles definem de governo genocida, fascista e antivacina.. O impeachment de Bolsonaro foi pedido pelos manifestantes que foram vaiados por pessoas que passavam pelo evento.
 
CUT e PT estavam entre os manifestantes.

Em Porto Velho, capital de Rondônia, realizou-se na manhã desse sábado, 23 de janeiro, manifestação pedindo o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Segundo a organização da manifestação "FORA BOLSONARO", liderada pelo PT, partidos de esquerda e bem como opositores do presidente na capital de Rondônia, o evento teve a finalidade de pedir a saída de Bolsonaro que, segundo eles, é genocida e está contribuindo com as mortes causadas pela COVID-19.

Nenhum membro da organização do movimento quis se manifestar oficialmente e, as informações colhidas para o site da jornalista Victoria Bacon, deram-se em depoimentos de pessoas que estavam no momento que alguns carros e pessoas com faixas protestavam contra o presidente Jair Bolsonaro. Segundo informações obtidas nos bastidores, o público esperado pela organização do movimento "FORA BOLSONARO" em Porto Velho, não atingiu o esperado e percebia-se a decepção dos organizadores.

Comerciantes e população que estavam no centro de Porto Velho (rua sete de setembro) no momento auge da manifestação, vairam a organização do evento "FORA BOLSONARO". Pelas imagens colhidas, percebe-se a tragédia da organização que não conseguiu atingir seu objetivo político. Houve quem apoiou, embora, discretamente.

Em outras cidades do país também houve manifestações pedindo o impeachment de Jair Bolsonaro, convocados pelos partidos de esquerda e liderados pelo PT e opositores do presidente (CUT, por exemplo). Texto e foto: Victória Bacon.
 
 
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp