28/01/2022 às 16h54min - Atualizada em 28/01/2022 às 16h54min

Ex-servidora do Fórum morre em Cacoal vítima de Câncer e será sepultada neste sábado em Cerejeiras

SINJUR emitiu Nota de Pesar

Gazeta Rondônia

A servidora do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, Marilene Maria Batista Silva, 45, lotada na administração do Fórum Civil de Cacoal, morreu na manhã desta sexta-feira (28) vítima de um câncer, do qual tratava há dois anos.
 
Mari, como era carinhosamente tratada pelos colegas e conhecidos, trabalhou por alguns anos no Fórum Civil de Cerejeiras, antes de ser transferida para Cacoal, onde estava concluindo o curso de direito e fazia o tratamento contra o câncer.
 
O corpo de Marilene Maria Batista Silva será transladado para o município de Cerejeiras e será velado a partir das 23h na capela mortuária e o sepultamento ocorrerá na manhã deste sábado (29) no cemitério Cristo Redentor. Deixa o esposo, o empresário Paulo Sérgio ex-proprietário do supermercado Gaby e a filha, a fisioterapeuta Gabriela Batista.
 

SINJUR emite nota de falecimento

 
NOTA DE FALECIMENTO E PESAR – MARILENE MARIA BATISTA
 
Hoje, servidores de duas Comarcas de Rondônia choram a perda de uma pessoa especial. MARILENE MARIA BATISTA SILVA foi, por anos, servidora em Cerejeiras, mas foi removida para Cacoal com o objetivo de cursar faculdade de Direito.
 
Lotada da Administração do Fórum, com a saída da então Assistente de Direção, assumiu com maestria a função. Sempre perfeccionista e ativa, estava sempre atenta a tudo o que acontecia à sua volta. Foi personagem fundamental para o bom andamento da instalação do novo Fórum de Cacoal, acompanhando e fiscalizando todas as etapas da obra, a mudança do prédio e tudo mais a que fosse solicitada.
 
Em 2020 precisou se afastar da sua função para tratamento de câncer. E quem disse que essa mulher guerreira conseguiria ficar quieta. Não demorou muito para que ela estivesse mobilizando colegas de trabalho com rifas em prol de pessoas que também faziam tratamento de Câncer mas dependiam de casas de apoio.
 
Marile, ou simplesmente Mari, como era chamada, deixará para sempre um vazio nos corredores do Fórum de Cacoal. Aos 46 anos de idade, Mari deixa esposo e filha, aos quais nós do SINJUR, através de sua Presidente Gislaine, da Delegada Sindical de Cacoal Solange e, em especial dos Diretores Wilson e Jerdson, além de todos os filiados da Comarca, que por muito tempo conviveram diariamente com a colega, elevamos nos mais sinceros sentimentos. Que Deus em sua infinita bondade traga o conforto que todos precisam.

 

 
 

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp