29/03/2022 às 12h57min - Atualizada em 29/03/2022 às 12h57min

Em assembleia em Cerejeiras, Copama anuncia investimento de R$ 100 milhões para os próximos quatro anos em Rondônia

Presidente da Copama desafiou empresas do agro a anunciar investimentos deste porte. Dentre as novas frentes de avanço está a construção de secadores. Anúncio foi considerado ousado, mas possível

Gazeta Rondônia
Rildo Costa
Fabio Andreazza, no momento do anúncio do investimento. “Temos de deixar de ter pensamento de vira-lata”. (Foto: Rildo Costa)

A Copama, uma cooperativa agroindustrial de soja e milho presente em várias regiões do Estado, anunciou um investimento na casa de R$ 100 milhões para os próximos quatro anos em Rondônia.

O anúncio foi feito na assembleia da cooperativa, realizada em Cerejeiras na manhã deste domingo, 27.

Ao anunciar o investimento, o presidente da Copama, Fabio Andreazza, lançou um desafio: “Gostaria de desafiar qualquer empresa do agro em Rondônia a anunciar um investimento deste porte”, disse.

O investimento, que na verdade será de R$ 110 milhões, será distribuído em várias frentes de avanço da cooperativa, de acordo com o que foi divulgado no evento.

Dentre os projetos estão a ampliação do secador em Cerejeiras, a construção de mais três secadores, sendo eles em Vitória da União (distrito de Corumbiara), em São Miguel do Guaporé e em Ariquemes.

A aquisição de 10 carretas bitrem e de dois caminhões bitruck sider (de fazer entrega) também está nos planos de investimento da Copama.

Nos planos de investimento está também a construção de um centro de pesquisa agronômica, na casa dos R$ 5 milhões, e de um centro de confraternização, de R$ 2 milhões, ambas as obras em Cerejeiras, conforme o anúncio no evento.

Os planos apresentados pelo presidente da Copama são, de fato, audaciosos. Mas não serão impossíveis, segundo avaliam alguns produtores rurais ligados à instituição. A cooperativa já fatura quase R$ 250 milhões atualmente e tem resultados financeiros crescentes.

Por outro lado, não é somente neste crescimento natural que os planos da cooperativa estão firmados, mas também na ousadia. “Temos de deixar de ter pensamento de vira-lata. Temos que ousar, sonhar e realizar”, disse Fabio Andreazza na assembleia, ao convocar os cooperados para aprovarem os planos de investimento.

Além da ousadia, porém, a cooperativa tem demonstrado consistência em sua estratégia de crescimento.

Ficou muito bem claro no evento que a Copama cumpriu com excelência, em 2021, sua principal proposta, que é a de amparar o cooperado da instituição.

Com a crise logística e a dificuldade das trades em receber o grão no ano passado, a Copama conseguiu receber a soja de todos os cooperados na região de Cerejeiras, enquanto nas outras empresas de grão uma fila quilométrica de caminhões se formava.

Presentes no evento, os cooperados aprovaram o ousado plano de investimento apresentados na assembleia. Agora é trabalhar para realizar.
 


 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp