31/03/2022 às 22h29min - Atualizada em 31/03/2022 às 22h29min

Pai que matou a filha para se vingar da ex é condenado a 54 anos de prisão em Rondônia

Gazeta Rondônia

Diones Santos Souza, acusado de ter matado a própria filha para se vingar da ex-esposa em Ariquemes (RO), foi condenado a 54 anos de prisão por homicídio qualificado. A sentença foi lida durante o Tribunal do Júri realizado nesta quinta-feira (31).

Aline Souza tinha um ano e nove meses quando foi enforcada e golpeada com pauladas até a morte pelo pai, em junho de 2020.

O julgamento do réu começou por volta de 8h desta quinta-feira e foi presidido pela juíza Larissa Pinho. Sete pessoas compõe o Tribunal do Júri, sendo seis mulheres e um homem.

Até 11 (local), as duas testemunhas do caso (a mãe e o réu) já tinham sido ouvidas. No júri, Diones Santos confessou novamente ter matado a filha e disse estar arrependido do crime.

O acusado também pediu desculpas à ex-esposa, diante do plenário.

O promotor de Justiça Marcos Alexandre sustentou que o réu seja condenado por homicídio qualificado, motivo torpe, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e também feminicídio.

Já a defesa de Diones destacou que o crime é grave e, em plenário, pediu julgamento justo e afirmou que o caso não pode ser enquadrado na qualificadora de feminicídio.

Por volta do meio-dia, a juíza leu a sentença do Júri, que decidiu pela condenação do réu. Ele deve ficar preso por 54 anos, sendo que inicialmente deverá ficar em regime fechado.

Após a sentença, o réu foi levado novamente ao Centro de Ressocialização de Ariquemes, local onde está preso desde 2020.

 

Relembre o caso

 

Diones foi preso em flagrante no dia 25 de junho de 2020. De acordo com informações da Polícia Militar à época, ele teria enforcado a pequena Aline e golpeado a cabeça dela várias vezes com um pedaço de madeira.

Foi o próprio acusado que procurou a polícia e confessou o crime, alegando ainda que cometeu o crime para se vingar da ex, pois ela não queria reatar a relação.

Na época, Diones alegou estar com saudades da filha e foi usando esse argumento que ele retirou a menina da casa da avó.

Enquanto andava com a menina pela estrada rural, o acusado teria começado a enforcar e golpear a criança na cabeça com um pedaço de madeira, "até sentir que de fato tinha retirado a vida do corpo de sua filha". Fonte: G1

Os policiais encontraram o corpo da criança no meio da estrada rural, coberto por um lençol.

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp