14/04/2022 às 18h43min - Atualizada em 14/04/2022 às 18h43min

Homem é executado oito meses após esposa ser morta ao tentar defendê-lo, em Rondônia

Gazeta Rondônia

Um jovem de 28 anos, identificado como Paulo Roberto Salazar Ribeiro Júnior, foi morto a tiros de arma de fogo. Ele é o pai do filho de Daniele Santos Reis, que também morreu a tiros de arma de fogo ao defender o marido e a filha.

Paulo foi morto na madrugada de quinta-feira (14) na rua Rafael Vaz e Silva, no bairro Liberdade, em Porto Velho (RO).

De acordo com a polícia, Paulo Roberto estava em um bar, localizado entre as ruas Padre Chiquinho e Padre Ângelo Cerri. Ele estava com a namorada, que no momento em que foi ao banheiro, ouviu os disparos de arma de fogo.

Aos policiais civis da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV), ela informou que chegou de ver o suspeito. Depois de disparar, o homem subiu na garupa de uma moto e fugir do local. A mulher ainda disse que o suspeito estava encapuzado e por isso, não conseguiu dar mais detalhes.

O pai da vítima esteve presente no bar e relatou aos policiais que a esposa de Paulo, Daniele Santos Reis, que foi morta ao enfrentar bandidos para defender marido e bebê, havia sido executada há cerca de oito meses em circunstancias parecidas. 

A equipe da Polícia Civil da DECCV colheu as informações preliminares no local e a perícia foi acionada depois da equipe do Samu constatar o óbito da vítima.

A Delegacia de homicídio segue com a investigação para identificar os autores do crime.

 

Morta ao defender bebê

 

A polícia acredita que Daniele morreu por engano e o verdadeiro alvo dos tiros seria o marido dela. Eles estavam na frente de casa, na noite do dia 18 de agosto, quando os suspeitos chegaram atirando na direção do homem.

Mulher é morta na frente do marido em Porto Velho — Foto: arquivo pessoal

Mulher é morta na frente do marido em Porto Velho — Foto: arquivo pessoal

O marido de Daniele segurava a bebê de 10 meses no colo e ela se jogou na direção dos disparos para protegê-los. Câmeras de segurança mostram o homem fugindo do local correndo com a criança no colo, enquanto os suspeitos efetuavam outros disparos. Daniele morreu ainda no local.

De acordo com as investigações, a principal motivação do ataque seria uma desavença por causa de drogas entre o marido de Daniele e traficantes da região. Além da bebê que estava no local do ataque, Daniele deixou um filho de 12 anos. Fonte: G1

 
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp