10/02/2021 às 21h09min - Atualizada em 10/02/2021 às 21h09min

Há 10 anos, as primeiras famílias de Haitianos chegavam em Rondônia com esperança de dias de melhores

Gazeta Rondônia
Há exatamente 10 anos, em fevereiro de 2011, as primeiras famílias haitianas chegavam ao Brasil, após o terremoto que devastou a sua Pátria (Haiti) em 2010.

Porto Velho, capital de Rondônia, foi um dos destinos escolhidos pelos haitianos. A primeira leva contou com 200 haitianos que ao longo desse década escolheram fincar sua história no Brasil e, em Rondônia, chegou ao quantitativo de quase 3000. Os haitianos, discretos e muito unidos em torno de sua cultura e família, ajudam-se mutuamente.

Em Porto Velho eles residem, geralmente, próximos para facilitar a comunicação e também o vínculo social. Povo muito destemido e corajoso, não se deixaram abalar pelo triste episódio do terremoto que matou milhares de haitianos e fizeram do país um êxodo. Conhecidos por serem muito trabalhadores, os haitianos ganharam a admiração e o respeito dos brasileiros.

Em Porto Velho você sempre se depara com um haitiano cantando, feliz e principalmente conquistando seu espaço por meio do trabalho diário. Empregadas domésticas, trabalhadores na construção civil, serviços em geral e até comerciantes; os haitianos são guerreiros e nunca se deixa abater.

Há haitianos nascidos no Brasil nessa década que passou. Algumas famílias retornaram ao Haiti, outros procuraram novos horizontes migrando para o Sudeste e Sul do Brasil e o restante fincaram suas raízes no Brasil. Nossa homenagem a esse povo guerreiro e lutador!

Texto e foto: Jornalista Victoria Bacon.
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »