17/02/2021 às 07h38min - Atualizada em 17/02/2021 às 07h38min

Prisão de deputado bolsonarista esquenta a quarta de cinzas no Congresso

Gazeta Rondônia
Os desdobramentos da prisão de Daniel Silveira. O Congresso, em especial o Centrão, acordará nesta quarta-feira de cinzas diante de uma encruzilhada: se manda soltar o deputado bolsonarista Daniel Silveira, do PSL, pode afrontar o STF. Se mantiver a prisão, pode criar a primeira fissura na relação com o presidente da Câmara, Arthur Lira, e consequente com Jair Bolsonaro.

Lira já adiantou que vai submeter a decisão ao plenário. Silveira foi alvo de um mandado de prisão do ministro Alexandre de Moraes , na noite desta terça-feira, 16, depois de publicar um vídeo em suas redes sociais em que atacava ministros do Supremo, entre eles Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Dias Toffoli e o próprio Alexandre de Moraes. 

O deputado federal é um dos alvos do chamado inquérito dos atos antidemocráticos, conduzido pela Procuradoria-Geral da República e relatado por Moraes. “O que você vai falar? Que eu tô fomentando a violência? Não, só imaginei. Ainda que eu premeditasse, ainda assim não seria crime, você sabe que não seria crime. Você é um jurista pífio, mas sabe que esse mínimo é previsível. Então qualquer cidadão que conjecturar uma surra bem dada nessa sua cara com um gato morto até ele miar, de preferência após a refeição, não é crime” , disse o parlamentar sobre Fachin. Silveira também acusou Gilmar Mendes de vender sentenças e defendeu a substituição de todos os membros da corte. Fonte: Crusoé.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »