25/02/2021 às 14h48min - Atualizada em 25/02/2021 às 14h48min

Pioneiro de Cerejeiras morre em Porto Velho aos 57 anos vítima da Covid

Gazeta Rondônia
Gazeta Rondônia
Josias Gomes da Silva, 57 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (25) em UTI de hospital de Porto Velho (RO) onde estava internado havia 15 dias.

Membro de família de pioneiros no município de Cerejeiras, onde chegou em 1979, Josias foi técnico de enfermagem e posteriormente atuou com bancário na extinta agência do banco Beron e há 12 anos residia na capital Porto Velho.

Muito querido pelos familiares, amigos e membros da Igreja Assembleia de Deus onde congregava como cooperador na obra do Senhor, apaixonado por missões e evangelismo Josias Gomes da Silva, contagiava á todos com sua alegria e vitalidade.
 
No ano passado permaneceu por vários dias em Cerejeiras durante o período de campanha eleitoral, onde atuou de forma efetiva e voluntária na campanha eleitoral de seu irmão, Genézio Gomes da Silva (Genézio da Sucam) que obteve 429 votos nas eleições municipais de 2020, ficando como primeiro suplente, graças ao empenho e dedicação de Josias que diariamente ia para as principais avenidas empunhando bandeira com o nome do irmão candidato.

Josias foi contaminado no final do mês de janeiro, cumpriu a quarentena e tratamento inicial em sua residência e após piora de seu quadro clínico foi internado e precisou ser entubado há 15 dias e na manhã de hoje veio a óbito. Josias deixa sua esposa Cícera, com quem era casado há 36 anos, 3 filhos e 1 netinha.
 
Cícera e o esposo Josias Gomes da Silva.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »