20/10/2022 às 17h52min - Atualizada em 20/10/2022 às 17h52min

Em Rondônia, suspeito de assassinar vereador a tiros se entrega à polícia nesta quarta-feira, 19

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Vereador Thiago Vieira (à esquerda) foi morto após ser alvejado enquanto estava em frente de casa na varanda. Bruno Felipe Feliz (à direita), principal suspeito, se entregou após divulgação da foto pela polícia — Foto: Reprodução
O suspeito de assassinar o vereador Thiago Vieira (PTB) se entregou à Polícia Civil na última quarta-feira (19) em Colorado do Oeste (RO). O crime aconteceu em setembro deste ano, quando Thiago foi morto a tiros na varanda de casa. Bruno Felipe Feliz Guimarães, de 22 anos, é o principal investigado no caso, tinha um mandado de prisão preventiva em aberto e estava foragido da Justiça.
 
O delegado Núbio Lopes, de Vilhena, conta que o suspeito foi à delegacia acompanhado do advogado. Bruno Felipe preferiu não falar durante o tempo em que esteve na delegacia.


"Bruno é o suspeito da autoria do homicídio em Colorado. Eu já tinha conversado com o advogado dele anteriormente, antes dele se entregar. O advogado disse que ele permaneceria calado, exercendo seu direito de ficar silêncio. Então ele literalmente não disse nada".

A prisão temporária cumprida em Vilhena tem o prazo de 30 dias, podendo ser prorrogada pelo mesmo período. As investigações, no entanto, seguirão com a delegacia de Colorado.
"Estive nessa operação para prestar um auxílio. O delegado de Colorado é quem vai continuar a investigação. Assim, quando transcorrer 30 dias, o delegado pode pedir pela prorrogação desse prazo por uma única vez ou indiciar o agente", finaliza.

O crime

O assassinato do vereador Thiago Vieira (PTB) ocorreu em setembro deste ano. Na ocasião, ele estava na varanda de casa em Colorado, quando um homem se aproximou e efetuou os disparos de arma de fogo. Alvejado, Thiago buscou abrigo dentro da residência.

Thiago chegou de ser socorrido ao hospital local em uma ambulância, depois foi transferido para o Hospital Regional Adamastor Teixeira, em Vilhena, onde ficou internado e morreu por conta da gravidade dos ferimentos à bala. Segundo a polícia, o vereador teve quatro perfurações no corpo: acima da clavícula, no abdômen, na mão direita e na perna esquerda.

O G1 teve acesso ao boletim de ocorrência registrado após o crime. No documento, a esposa do vereador, testemunha do caso, contou aos policiais que o marido estava sendo ameaçado pelo ex-companheiro dela.

Corpo é encontrado na casa de suspeito

Em cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência de Bruno Felipe, na última terça-feira (18), os policiais se depararam com o corpo de um homem, identificado como Adriano Leonídio Gomes.

Durante a ação, Bruno Felipe não foi encontrado, mas dois homens, identificados como Diego Henrique Ribeiro Soares, de 29 anos, e Sidnei Fernandes Godoi, conhecido como Fernando, de 24, foram detidos após perseguição policial.
 
Imagens aéreas capturadas pelo drone da Polícia Civil mostram o momento em que um dos suspeitos sobe e depois cai de um telhado.

Após serem capturados pela polícia, Diego e Sidnei confessaram a autoria do homicídio de Adriano Leonídio Gomes e foram presos. Fonte: G1.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »