28/10/2022 às 18h38min - Atualizada em 28/10/2022 às 18h38min

Rapaz é preso ao levar namorada espancada e com nariz quebrado para receber socorro médico

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um rapaz de 22 anos foi preso em flagrante, nessa quinta-feira (27), em Campo Grande (MS), após espancar a namorada de 19 anos, que se recusou a reatar o relacionamento. Ela teve vários ferimentos no rosto.

Informações passadas são de que a jovem estava no quarto do hotel, onde estava hospedada na região Central, quando o rapaz foi até o local. Lá a jovem se recusou a voltar com o autor que a espancou com socos no rosto, causando ferimentos na testa, lábios e possível fratura no nariz.


O autor levou a jovem até a Santa Casa, e os médicos após atenderem a vítima acionaram a polícia e o rapaz foi preso quando aguardava na recepção do hospital. Ele foi levado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). 
 
Como denunciar
 
Na Casa da Mulher Brasileira, 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana, para que as mulheres vítimas de violência não fiquem sozinhas, mesmo em tempos de pandemia. Funcionam na Casa da Mulher Brasileira uma Delegacia Especializada; a Defensoria Pública; o Ministério Público; a Vara Judicial de Medidas Protetivas; atendimento social e psicológico; alojamento; espaço de cuidado das crianças – brinquedoteca; Patrulha Maria da Penha e Guarda Municipal. É possível ligar para 153.
 
Existem ainda dois números para contato: 180, que garante o anonimato de quem liga, e o 190. Importante lembrar que a Central de Atendimento à Mulher – 180, é um canal de atendimento telefônico, com foco no acolhimento, na orientação e no encaminhamento para os diversos serviços da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres em todo o Brasil, mas não serve para emergências.
 
As ligações para o número 180 podem ser feitas por telefone móvel ou fixo, particular ou público. O serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive durante os finais de semana e feriados, já que a violência contra a mulher no Brasil é um problema sério no país. Fonte: MídiaMax.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »