03/03/2021 às 18h03min - Atualizada em 03/03/2021 às 18h03min

Suspeito de matar homem a facadas e pedradas é capturado pela família da vítima ao passar perto de velório

Suspeito confessou ter passado perto do velório para comer um lanche, em Porto Velho. Homem não foi preso, mas investigação segue

Gazeta Rondônia

O suspeito de ter matado um homem a facadas e a pedradas, na zona sul de Porto Velho, foi capturado pela família da vítima e apresentado à Polícia Civil na terça-feira (2). A captura ocorreu no momento que o homem passava perto do velório.

O homicídio ocorreu no início da semana, mas segundo investigação, o jovem de 18 anos planejou matar a vítima meses antes.

Ao G1, o delegado responsável pela investigação, Julio César, disse que o suspeito foi capturado por familiares da vítima no momento que acontecia o velório em uma funerária na Avenida Campos Sales, Zona Sul da capital.

"O valor a vida está dispensável, ainda mais quando se tem o fator entorpecentes", desabafou o delegado depois de ouvir o suspeito.

Durante o depoimento, o suspeito, que, segundo o delegado, é usuário de droga, contou como planejou o crime.

"Há cerca de dois meses o infrator tinha feita uma consignação de drogas, e a tinha escondido embaixo de uma lixeira. Mas o entorpecente foi subtraído dele e uma terceira pessoa disse que quem havia 'roubado' as drogas seria Dino[ a vítima]. Diante a pressão para pagar a droga, o suspeito planejou o crime", conta o delegado.

O início do plano para matar Dino começou com um convite para uma bebida.

"Ele encontrou com Dino naquele dia e chamou ele para tomar uma cachaça. Depois que eles estavam bêbados e já tinham fumado a maconha, o suspeito pegou uma pedra e bateu cinco vezes na cabeça de Dino, momento em que caiu desacordado. O infrator saiu da cena, mas ele disse que pensou e retornou para terminar o serviço, foi quando pegou a faca e desferiu de 16 a 20 golpes na vítima", fala o delegado.

Sobre ter passado perto do velório da vítima, o suspeito disse à polícia ter ido ao local para comer um lanche, mas foi nesse momento que um morador de rua gritou para família da vítima que quem tinha matado o familiar deles era ele.

Mesmo com a confissão, o jovem não foi preso. As investigações continuam sendo realizadas. Fonte G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.1%
4.9%
8.1%
8.6%
43.2%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp