Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
02/02/2023 às 08h50min - Atualizada em 02/02/2023 às 08h50min

Senador Marcos do Val afirma: “Bolsonaro tentou me coagir para dar golpe de Estado”

Parlamentar cogitou renunciar mandato, abandonar a política e voltar para o Estados Unidos

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O senador Marcos do Val (Podemos-ES) afirmou na madrugada desta quinta-feira (2) que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) teria o coagido para dar um golpe de Estado.

Do Val, que também anunciou que deixará a política, fez a afirmação durante uma live com com o ex-deputado estadual Arthur do Val e Renan Santos, do Movimento Brasil Livre (MBL).

O parlamentar não deu detalhes a respeito da suposta coação, mas disse que a denúncia será publicada na revista Veja na próxima sexta-feira (3).

 
“Eu ficava p*** quando me chamavam de bolsonarista e vocês esperem, eu vou soltar uma bomba aqui para vocês: sexta-feira, vai sair na Veja a tentativa do Bolsonaro de me coagir para que eu pudesse dar um golpe de Estado junto com ele. É lógico que eu denunciei. Lógico que eu denunciei”, declarou Marcos do Val.

Ainda nesta madrugada, o senador anunciou que estaria saindo da política após se envolver em discussões com políticos e grupos de direita na esteira da disputa entre Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e Rogério Marinho (PL-RN) pela presidência do Senado.

Marcos do Val, que declarou voto em Marinho e se destacava na Casa, cumprimentou e abraçou Pacheco e seu aliado Davi Alcolumbre (União Brasil-AP) pela vitória do senador mineiro.

Parlamentares como o deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) e integrantes do MBL questionaram o parlamentar capixaba pelo gesto.

A CNN tenta contato com o senador Marcos do Val e o ex-presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: CNN.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »