Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
02/02/2023 às 19h14min - Atualizada em 02/02/2023 às 19h14min

Ministério Público pede prisão do apresentador Sikêra Júnior e pagamento de multa pelo crime de racismo

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a prisão de Sikêra Jr. e o pagamento de multa pelo crime de racismo. O motivo é uma reportagem do apresentador onde ele chama uma jovem negra de “vagabunda”, “preguiçosa” e “venta de jumenta”.

De acordo com o Splash, do UOL, dados cedidos pelo MPF apontam que Sikêra extrapolou os limites da liberdade de expressão e violou o direito da jovem na ocasião, que ocorreu durante o Cidade em Ação, da TV Arapuã — afiliada da Rede TV! na Paraíba — em 2018.

O MPF diz que Sikêra Jr. cometeu racismo “pois praticou discriminação e preconceito racial de gênero por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, cuja pena é de reclusão de dois a cinco anos e multa”.

Entenda o caso

Na ocasião, Sikêra utilizou termos racistas e misóginos contra a jovem, além de afirmar que “mulher que não pinta a unha é sebosa”. A vítima não estava com as unhas pintadas durante a reportagem.

A denúncia foi protocolada na segunda-feira (30/1), e será julgada na 16ª Vara Federal da Paraíba, ainda de acordo com o UOL.

Em suas redes sociais, Sikêra Jr. publicou um print de uma matéria que falava sobre o pedido de prisão, mas não legendou o post e não fez outros comentários sobre a denúncia.

 


Fonte: Metrópoles.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »