19/03/2023 às 13h12min - Atualizada em 19/03/2023 às 13h12min

Motorista é preso por embriaguez e condução perigosa de ônibus escolar na BR-364

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um motorista de ônibus escolar da prefeitura de Plácido de Castro foi preso em flagrante nesse sábado (18) por embriaguez e condução perigosa, no Km 115 da BR-364, em Rio Branco.

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou o homem de 26 anos fazendo ultrapassagens indevidas na rodovia e tentou fazer a abordagem, mas ele desobedeceu várias vezes a ordem de parada. Foi feito o acompanhamento dele e após alguns quilômetros, ele foi parado.

Conforme a PRF, o motorista estava em visível estado de embriaguez, com fala alterada, olhos vermelhos e odor de álcool e não conseguiu fazer o teste de bafômetro. Ele estava com uma cerveja na mão e dentro do veículo tinha uma caixa térmica com várias outras latas da bebida alcoólica.

O homem foi preso e levado para a Delegacia de Flagrantes de Rio Branco (Defla).

Ao site, o vice-prefeito de Plácido de Castro, Enilton Pena, informou que o motorista tinha ido a Rio Branco para buscar o ônibus escolar que estava em manutenção e que a gestão foi pega de surpresa com a notícia da prisão dele.

Ele disse ainda que está na capital neste domingo (19) para tentar reaver o veículo, que deve ser usado nesta segunda (20) no transporte das crianças no início do ano letivo 2023 e que o jurídico da prefeitura está empenhado no caso.

"Esse ônibus estava em manutenção em Rio Branco e eu mesmo que levei ele [motorista] para trazer o veículo de volta. E aí ontem nada de ele chegar, a gente ligava preocupado de ter acontecido alguma coisa, e já pela noite foi que soubemos pela imprensa. Estou aqui em Rio Branco, vou na PRF para ver qual o procedimento para a gente retirar esse ônibus, senão vai atrapalhar a rota dele nesse início de ano letivo. Esse servidor é provisório, trabalha com a gente há mais de um ano, é um rapaz responsável, não sei o que aconteceu com ele. Agora, vão ser tomadas as medidas administrativas cabíveis", afirmou Pena. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »