20/03/2023 às 20h54min - Atualizada em 20/03/2023 às 20h54min

Paciente realiza sonho e comemora 15 anos no Hospital Regional

Festa contou com valsa, bolo, decoração e muitas homenagens à adolescente, que mora no HRBA desde os seis meses de vida

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Que menina nunca sonhou em comemorar o aniversário de 15 anos com tudo o que tem direito? Com a adolescente Élida Sousa não foi diferente. Ela é paciente de longa permanência do Hospital Regional do Baixo Amazonas Dr. Waldemar Penna (HRBA), em Santarém, no oeste do Pará. Em tratamento de uma neuropatia congênita, ela mora na unidade desde os seis meses de vida.

Nesta semana, Élida realizou o sonho em grande estilo, com tudo o que uma debutante deve ter: vestido, coroa de princesa, maquiagem, bolo, decoração especial, música, além de todos os familiares e amigos reunidos. 

O sonho da Élida mobilizou colaboradores, a direção do hospital e vários parceiros. Desde a saída dela do leito até a chegada à maloca, onde a festa foi realizada, era possível ver a emoção de todos com o momento.

“Fiquei muito feliz por ver a felicidade dela. Essa festa foi a realização de um sonho para ela, e toda a equipe multiprofissional se esforçou para que desse certo. Técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional, enfermeiros, humanização, todos nós unimos forças para conseguir realizar esse sonho dentro das possibilidades da atenção hospitalar. Graças a Deus, foi tudo muito lindo”, afirmou a enfermeira Kerolaine Santos, que já cuida da Élida há dois anos.

Evento - O local de refeição do hospital foi todo decorado para o evento. A festa contou com copos temáticos, docinhos, dois bolos, máquina de fotos instantâneas e muito mais. Tudo foi doado para que o momento fosse o mais especial possível. Élida teve também toda uma equipe de cerimônia voluntária trabalhando para que tudo ocorresse como ela queria na comemoração de 15 anos.

“Teve tudo o que uma festa de 15 anos tem direito. Nós tratamos esse momento com todo o carinho para que a Élida vivesse mesmo esse aniversário. Apenas adaptamos tudo à realidade de um hospital. Ela tem o dom de cativar as pessoas. Quando fomos buscar parceiros para realizar essa festa, foi fácil conseguir voluntários e todos os serviços necessários. A gente sabe o quanto essa festa era importante para ela”, explicou a cerimonialista Sabrina Tainá Lavor Monteiro.

Cerimônia - O padre Jucivaldo Peixoto, da Pastoral Hospitalar da Arquidiocese de Santarém, abriu a cerimônia com uma oração e aproveitou o momento para homenagear a jovem. Ele faz visitas aos pacientes internados no HRBA e conhece bem a história da adolescente e de toda a família dela. “É o momento de agradecer à vida, e a Élida transmite isso para nós. Muitas vezes, a gente vem aqui para dar uma palavra de alegria, de força, e ela que acaba nos passando tudo isso. A gente só tem a agradecer a Deus pelo dom da vida dela”, comentou.

Élida ainda ouviu várias outras homenagens. A diretora administrativa financeira do hospital, Karla Cajaíba; colaboradores e ex-colaboradores que convivem ou conviveram com a paciente; amigos, família, admiradores dela. Muita gente fez questão de falar neste momento tão importante para ela. Teve até quem chegou de surpresa e de longe para participar da festa.

O estudante Riquelme Andrade é de Prainha, também no oeste paraense, e viajou até Santarém para os 15 anos. Eles são melhores amigos há 10 anos, desde que o jovem realizou um tratamento de câncer na unidade. E hoje, mesmo distantes, a amizade continua muito forte.

“Ela me avisou há um mês da festa, mas eu disse que não ia conseguir vir. Fiz surpresa mesmo. Quando estava em tratamento, a mãe dela, Eda, acolheu a mim e à minha família muito bem e isso nos aproximou bastante. Foi aí que eu conheci a Élida e, desde então, somos amigos. A gente ainda se fala praticamente todos os dias”, contou o estudante.

Sonho - Festa de 15 anos também tem príncipe. O ator Rodrigo Ruan, que já trabalha com animação de festas, foi convidado a ser o príncipe da Élida e aceitou na hora. Ele acompanhou a aniversariante desde a chegada à maloca, dançou valsa com ela e ficou muito emocionado. “A gente sabe que está realizando um sonho. Não tem como, acho que todo mundo se emocionou. As pessoas têm um carinho grande quando veem o personagem, mas hoje eu também me emocionei. Não teve como segurar”, ressaltou.

E não foi só o príncipe que dançou a valsa com a debutante. O pai da Élida, Raimundo Ferreira de Sousa, também participou desse grande momento da festa, dançando uma valsa adaptada para a cadeira de rodas em que a filha estava. “Uma data importante, o tempo passou tão rápido. Fico muito feliz de poder participar da festa dela. Só tenho a agradecer a Deus por tudo isso”.

Humanização - A realização dos 15 anos da Élida faz parte de um trabalho de humanização desenvolvido pelo Hospital Regional do Baixo Amazonas. Mais do que apenas tratar de doenças, a unidade preza por cuidar verdadeiramente das pessoas. “São 15 anos de luta, de vitórias. Ela tem uma trajetória muito bonita, realmente uma lição de vida. E eu tenho um orgulho muito grande de toda a nossa equipe por prestar esse nível de assistência. Uma assistência humanizada, carinhosa, e diria até amorosa”, explicou o diretor geral do HRBA, Éder Lúcio de Souza.

Para a aniversariante e para a mãe, Eda Ferreira, a palavra era gratidão a todos os envolvidos. “Foi maravilhoso. Era meu sonho e eu fiquei muito feliz por cada pessoa que pôde vir. Eu só tenho a agradecer. Foi do jeito que eu imaginava que ia ser”, contou Élida Sousa.

“O coração estava palpitando de emoção e nervosismo, mas saber o quanto ela estava feliz não tem preço. O Hospital Regional nunca me deixou na mão. Tudo o que é possível, sempre foi feito. Sempre cuidaram muito bem dela. E a gente vê o quanto a Élida é importante na vida de muita gente. É claro que a gente não queria que a festa fosse dentro de um hospital, mas as pessoas do HRBA também são a família dela, também fazem parte da nossa família”, concluiu Eda Ferreira.

Serviço: O HRBA é referência em média e alta complexidade para uma população de 1,4 milhão de pessoas residentes em 30 municípios, e presta serviço 100% referenciado, atendendo à demanda originária da Central de Regulação do Estado.

A unidade pertence ao Governo do Pará, sendo administrada pelo Instituto Social Mais Saúde em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Ela funciona na avenida Sérgio Henn, nº 1100, no bairro Diamantino, em Santarém. Fonte: Ascom HRBA

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »