21/03/2023 às 21h48min - Atualizada em 21/03/2023 às 21h48min

TCE condena ex-primeira-dama a pagar R$ 7 milhões ao governo

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE) condenou a ex-primeira-dama, Roseli Barbosa, a pagar R$ 7 milhões ao governo estadual por causa de apostilas com conteúdo impróprio e com palavrões contra cidades da região. A defesa de Roseli foi procurada, mas até a última atualização desta reportagem não obteve retorno.

Em 2014, ela era secretária estadual de Assistência Social durante o mandato do marido dela, Silval Barbosa. Inicialmente, ela foi condenada a ressarcir os cofres públicos em R$ 3.435.240,12, mas foi aplicada multa que dobrou o valor da condenação, sendo aplicada ainda multa de 1000 UPFs/MT, o que equivale a R$ 224,350 mil e, com isso, alcança o valor de R$ 7 milhões.

Roseli chegou a ser presa em 2015 pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), durante a Operação Ouro de Tolo, em São Paulo. Ela era suspeita de liderar um esquema que teria desviado R$ 8 milhões dos cofres públicos, entre 2011 e 2014, período em que ficou à frente da pasta.

O relator do caso foi o conselheiro Waldir Teis. O caso foi julgado em plenário virtual e contou com votos do presidente Antonio Joaquim, Valter Albano, Domingos Neto e Guilherme Antônio Maluf.

A tomada de contas foi em um contrato de aquisição de apostilas , voltado à capacitação profissional no estado e com vistas à Copa do Mundo de 2014, quando Cuiabá sediou parte do evento esportivo.

Roseli Barbosa é condenada a pagar R$ 7 milhões ao governo de MT — Foto: Jana Pessôa/Setas-MT

Roseli Barbosa é condenada a pagar R$ 7 milhões ao governo de MT — Foto: Jana Pessôa/Setas-MT


Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »