30/03/2023 às 22h32min - Atualizada em 30/03/2023 às 22h32min

Em Rondônia, Professor é preso suspeito de estuprar crianças de 10 anos

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um professor, de 45 anos, suspeito de estupro de vulnerável e facilitação ao acesso de material pornográfico, foi preso em Porto Velho, nesta quarta-feira (29). Segundo a Polícia Civil, o professor aproveitava o horário de ensino para exibir vídeos de conteúdos pornográficos e, depois, abusava sexualmente de duas crianças.

A prisão aconteceu após a Delegacia Especializada na Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) receber uma denúncia de que haviam indícios que estupros aconteciam na residência do suspeito, onde ele dava aulas particulares.


Durante as investigações a polícia solicitou exame pericial que comprovou o crime de estupro de vulnerável. Foi descoberto ainda que os abusos começaram há pelo menos dois anos, quando as vítimas tinham 8 anos.
 
Segundo a polícia, durante o interrogatório, o homem permaneceu em silêncio. Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional onde permanecerá à disposição da Justiça.

Também há investigações em curso para apurar se outras crianças que eram alunas do professor podem ter sido vítimas.

Saiba como identificar e denunciar abusos contra crianças:

Em Porto Velho a Delegacia Especializada na Proteção à Criança e ao Adolescente fica localizada na Avenida Amazonas, 6781 - Escola de Polícia. Qualquer pessoa pode fazer denúncias.

A delegacia informa ainda que pais, responsáveis e pessoas próximas devem prestar atenção em mudanças de comportamentos bruscas de crianças, pois pode indicar algum tipo de desconforto. 
 
Conheça os principais sinais de violência e abuso:
 
Hematomas e fraturas constantes

Uso de roupas compridas, mesmo no calor, para esconder machucados

Queimaduras de repetição

Mudanças bruscas de comportamento: criança se torna mais agressiva ou quieta e triste

Regressão de comportamento: voltar a usar fraldas, fazer xixi na cama, crises de choro

Atrasos no desenvolvimento

Comportamento sexualizado, inadequado para a idade

Demonstrar medo de algum parente ou adulto próximo à família

Outras dicas repassadas pela delegacia são:

Observe a proximidade excessiva de familiares, amigos ou desconhecidos

Para prevenir possíveis casos de abuso é importante ter uma boa relação de comunicação e passar segurança durante as conversas, ouvi-la sem julgamentos e acolhê-la, estabelecendo uma relação de confiança e proteção para que a criança não tenha segredos e informe sobre possíveis casos de violência.

Fonte: G1 - Imagem ilustrativa.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »