25/03/2021 às 06h18min - Atualizada em 25/03/2021 às 06h18min

Valor Bruto da Produção Agropecuária rondoniense sobe para R$ 18,3 bilhões durante a pandemia

Gazeta Rondônia
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), superou expectativas voltadas às atividades do setor agropecuário. Prova disto, é que atualmente, a agropecuária de Rondônia exibe números expressivos: Rondônia alcançou R$ 18,3 bilhões no Valor Básico da Produção (VBP), um aumento de 56,84% se comparado a igual período do ano passado. Esses números indicam o bom desempenho do setor.

“O Governo de Rondônia planejou um VBP de R$ 14 bilhões para o quatriênio 2019-2022, logo, ele já ultrapassou R$ 4 bilhões”, analisou hoje (24) o assessor da diretoria executiva da Seagri, Alex Rilie Moreira Rodrigues, responsável pelo Agrodados, a análise mensal dos setores componentes dessa parte da economia.

Mesmo com a alta do dólar norte- americano, não houve desaceleração do comércio do gado de corte. O VBP de dezembro a janeiro teve um crescimento de 13,14% e de janeiro para fevereiro, o crescimento foi de 3,42%. No mês passado, a arroba estava a R$ 272,50 (a maior cotação no estado) em Chupinguaia, a 700 quilômetros de Porto Velho. Já Machadinho d’Oeste, a 300 Km da Capital, teve a menor cotação, a R$ 210. Rondônia representa 7,16% do VBP bovino do País.

Para o secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, a produção diversificada e a pecuária forte estão em ascensão. sendo ainda a mais importante. “A produção de grãos é que vem se destacando hoje no estado, os quais a soja, o milho, o café, o algodão, e também tempos o peixe, o cacau e as florestas plantadas. A mecanização agrícola no Estado está avançada: hoje, só na agricultura familiar temos mais de mil tratores de pneu mecanizando o solo, recuperando áreas degradadas com pastagens antigas, fazendo a incorporação do calcário e formando novas lavouras diversas. Isso é renda para o produtor rural”.

Conforme o secretário, no momento os preços das commodities estão em alta em todo o mundo, o que proporciona maior demanda do que ofertas. Isto é importante para nossos produtores se capitaliza e assim investir mais no seu negócio gerando mais empregos e rendas aos municípios, Estado e União”.

Segundo o Agrodados, a lavoura fechou 2020 com faturamento de R$ 4,9 bilhões, e logo saltou para R$ 6,2 bilhões em fevereiro deste ano, num acréscimo de 22,80% de dezembro para janeiro. E de janeiro para fevereiro aumentou mais 2,08%.

Das exportações de Rondônia em janeiro de 2021, que totalizaram US$ 60,8 milhões referentes a 50,9 mil toneladas de produtos, o agronegócio contribuiu com US$ 5,15 milhões, sobre 21,9 mil t. Assim, conforme o Agrodados, esse segmento representa 8,46% das exportações  estaduais. A carne bovina fresca se destaca: US$ 60,9 milhões (66%) das exportações, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio em 2020.

Conforme Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na comparação entre 2019 e 2020, Rondônia obteve os seguintes resultados com suas safras agrícolas:

Milho: 950 toneladas, produtividade média de 4,78 kg/ha (-5,4%);
Feijão, 3,8 mil t, 982 kg/ha (-13,6%);
Arroz, 139 mil t, 3,28 kg/ha;
Algodão em pluma, 14 mil t (-3,4%); algodão em caroço, 22,8 mil t, 2,32 kg/ha (-3,8%).

Com 2,36 mil toneladas de grãos, o estado ocupa o 14º lugar entre os estados produtores do Brasil. Levantamento sistemático do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Conab (baseada em colheitas) em janeiro de 2021 apontou também a seguinte safra de:

Banana, 84,09 t
Cacau, 6 t (0,18% a mais)
Laranja, 7,1 t
Uva, 197 t
Tomate, 1,35 t
Café Canephora, 141,3 mil t (-0,02%)
Amendoim 1ª safra, 315 t (mais 2,46%)
Arroz, 33,7 mil t (1,10% a mais)
Feijão 1ª safra, 15,5 t (-0,03%)
Milho 2ª safra), 916,9 mil t (0,03% a mais)
Mandioca, 475,4 mil t (-0,08%)
Cana de açúcar, 65,5 mil t

VBP DE 2020

Em 2020, o VBP chegou a R$ 15,2 bilhões.

Bovinos, R$ 9,03 bilhões
Soja, R$2,3 bilhões
Suínos, R$ 1,6 bilhão
Milho, R$ 1,025 milhão
Café, R$ 975,2 milhões
Leite, R$ 908,9 milhões
Frango, R$ 250,1 milhões
Ovos, R$ 49,6 milhões

PRINCIPAIS PROJEÇÕES PARA 2021

Bovinos, R$ 10,5 bilhões
Soja, R$ 3,08 bilhões
Suínos, R$ 1,68 bilhão
Milho, R$ 1,2 bilhão
Leite, R$ 1,17 bilhão
Café, R$ 1,01 bilhão
Frango, R$ 270,7 milhões
Ovos, R$ 44,2 milhões
 
Fonte: Secom.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.0%
5.0%
7.8%
8.9%
43.3%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp