15/06/2021 às 21h31min - Atualizada em 15/06/2021 às 21h31min

IFRO em parceria com SEJUS, oferta cursos para 600 reeducandos do sistema prisional de Rondônia

Gazeta Rondônia
Servidoras do IFRO campus Colorado do Oeste em visita a Unidade Prisional de Cerejeiras (Crédito de imagem: Divulgação)
O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia – IFRO, campus Colorado do Oeste em parceria com a Secretaria Estadual de Justiça – SEJUS, está ofertando, para os reeducandos das Unidades Prisionais de todo o estado de Rondônia, os cursos de Formação Inicial e Continuada de Auxiliar em Agropecuária e de Recepcionista em serviços de saúde. Ao todo, mais de 580 alunos já estão matriculados

O curso de Auxiliar em Agropecuária tem duração de 200 horas, dividido em 10 disciplinas, já o curso de Recepcionista em Serviços de Saúde tem duração de 240 horas, em 12 disciplinas. Mensalmente, a SEJUS envia às unidades prisionais as apostilas de duas disciplinas já impressas, que são disponibilizadas aos reeducandos.
 
As provas são aplicadas ao final de cada duas disciplinas e corrigidas pelos docentes do IFRO. A unidade prisional pode ainda disponibilizar aulas gravadas para os alunos fornecidas pelo IFRO.

Para participar, o reeducando precisa ter ensino fundamental incompleto e atender os critérios da própria unidade em que está inserido. Ao final do curso, os aprovados receberão certificados emitidos pelo IFRO.

O professor Willian Mota, Chefe de Departamento de Extensão do IFRO – campus Colorado do Oeste afirmou que o principal objetivo do curso é oportunizar aos reenducandos a possibilidade de reinserção no mercado de trabalho, após o cumprimento da pena.
“Nosso objetivo é levar o IFRO à comunidade, qualificando mão-de-obra para o mercado de trabalho”, pontuou Mota
 
O policial penal Edilson Figueiredo vê de grande valia a oferta do Curso do IFRO para reeducandos nesta parceria com a Sejus. Segundo ele, investir em capacitação é fundamental para oportunizar à pessoa privativa de liberdade novas possibilidades fora do crime.
“O que parece simples para uma pessoa comum é recebido por eles como a única chance de mudar de vida. Com isso, todos ganham! Reeducandos e sociedade com a diminuição da reincidência e criminalidade”. Pontuou Figueiredo.

Segundo o gerente de Reinserção social, Fábio Recalde, a SEJUS, através da Gerência de Reinserção luta diariamente para tentar promover cada vez mais cursos e dar oportunidades para os reeducandos do sistema prisional do estado, os cursos ofertados pela SEJUS e demais parceiros, sobretudo aqueles voltados à profissionalização, são formas de tratamento penal que permitem ao sentenciado a chance de se reposicionar socialmente a partir da qualificação profissional.
"Esses cursos, de forma apostilada, são novas modalidades que tivemos que implantar para dar continuidade à capacitação dos reeducandos nesse momento de pandemia, e assim garantir a oportunidade de retornarem ao mercado de trabalho, podendo assim ter uma melhor condição de enfrentamento das dificuldades fora das grades, entre as diversas áreas profissionais, a agropecuária está em alta no país. É a junção de duas atividades: agricultura (cultivo de plantas), e pecuária (criação de animais), e este foi um dos motivos da escolha do curso”, destacou Recalde.

Segundo a coordenadora Iza Celeste Severino Belo, Chefe de Nucleo de Capacitação, com a pandemia, foi impossibilitada a oferta de cursos presenciais e é fundamental que os reeducandos tenham a oportunidade de manterem-se atualizados para a reinserção no mercado de trabalho. A  escolha do curso técnico em agropecuária deve-se ao fato de Rondônia ser um majoritariamente rural. Com o sucesso da oferta dos cursos nas unidades prisionais de Colorado do Oeste e Vilhena, onde o curso já está em fase de conclusão, foi possivel estender a oferta para todo o estado, acrescentando ainda o curso de Recepcionista de serviços de saúde, voltado para outro nicho de mercado crescente. 
Estamos felizes em poder ofertar os cursos em parceria com o IFRO, e propiciar aos reeducandos a oportunidade de capacitar-se, pois sabemos que o conhecimento abre novos caminhos.
A coordenadora de cursos de formação inicial e continuada, Damaris Suelen Nascimento e a coordenadora de integração, escola, empresa e comunidade, Márcia Cristina Tesser, estiveram visitando a unidade prisional do município de Cerejeiras, uma das unidades onde os cursos serão ofertados.
 
“Devido à grande aceitabilidade do Projeto, o IFRO– campus Colorado do Oeste e a SEJUS estão em conversação para viabilizar ofertas de novos cursos no sistema apostilado, para atender as demandas dos reeducandos do estado de Rondônia.” Afirmou Damaris.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

40.0%
4.0%
5.3%
12.0%
38.7%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp