04/08/2021 às 13h29min - Atualizada em 04/08/2021 às 13h29min

Ministério do Meio Ambiente usa Vilhena como capa em seu site nacional

Cidade é a primeira do Norte do país a implantar a coleta seletiva mecanizada solidária

Gazeta Rondônia

No site nacional do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Vilhena é destaque de primeira página. A imagem de abertura do portal traz foto do evento realizado recentemente no município para a entrega de 1.500 contentores para a implantação da coleta seletiva mecanizada solidária, projeto pioneiro no Norte do país. Para conferir o site, basta acessar o link: www.gov.br/mma/

“Vilhena é referência em muitos aspectos e temos orgulho de estar à frente de projetos inovadores como esse. Esse reconhecimento é fruto de um trabalho técnico e dedicado do Saae, Serviço Autônomo de Água e Esgoto, bem como de diversas reuniões e viagens que fizemos a Brasília para tratar do tema. A articulação na capital federal faz a diferença para que o município avance como nunca”, explica o prefeito Eduardo Japonês. 

Em seu texto no site, o Ministério afirma que o sistema novo de coleta de lixo que será implantado em Vilhena é “a um só tempo mais seguro, eficiente e ambientalmente adequado que a coleta convencional”. 

Líder em exportações do agronegócio em Rondônia e, ao mesmo tempo, tendo cerca de 70% de seu território protegido, Vilhena é conhecida como “Portal da Amazônia” enquanto combina bem o desenvolvimento econômico com a preservação do Meio Ambiente. No evento, o secretário de Qualidade Ambiental do MMA, André França, ressaltou a importância do programa Lixão Zero.
 

“Ambientalismo de resultado é fazer o recurso chegar lá na ponta, para proteger o meio ambiente com ações concretas e efetivas, sobretudo nas cidades, onde vivem 85% dos brasileiros”, afirmou.

De acordo com o Governo Federal, apenas 14% dos municípios da região Norte têm alguma iniciativa de coleta seletiva implementada. Com os quase R$ 4 milhões investidos pelo MMA, o novo sistema de Vilhena contribui para melhorar esse índice, já que os 1.500 contentores estão sinalizados por cores e adesivos do Ministério, orientando os cidadãos a separar o material reciclável, a matéria orgânica e os rejeitos.

Para saber mais sobre o projeto leia a matéria completa da entrega dos contentores aqui: http://www.vilhena.ro.gov.br//index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1429380 

Exceto o programa Lixão Zero, a última menção a Vilhena no site do Ministério do Meio Ambiente aconteceu há mais de 10 anos, em matéria sobre a alta no preço da madeira, em 2010. A outra menção que aparece nos registros do ministério é em 2009, com notícia sobre apreensão de madeira ilegal. 

“A imagem de Vilhena em Rondônia e nos outros estados contribui para que tenhamos mais investimentos na cidade, mais pessoas desejando contribuir com mão de obra e melhora a credibilidade do município frente aos grandes projetos que estão acontecendo. É uma época de grandes avanços para a cidade”, analisa a secretária municipal de Planejamento, Sueli Magalhães, uma das autoras do projeto na cidade. 

Fonte: Semcom


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

37.5%
4.5%
5.7%
11.4%
40.9%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp