18/09/2021 às 14h49min - Atualizada em 18/09/2021 às 14h49min

Carga de R$ 230 mil em cerveja contrabandeada que iria para a Bolívia é apreendida

Gazeta Rondônia

Um carregamento contrabandeado de cerveja avaliado em R$ 230 mil foi apreendido em Vila Bela da Santíssima Trindade nesta semana pela Polícia Civil com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

Durante diligências na região, policiais civis descobriram uma grande movimentação no transporte de bebidas alcoólicas que tinham como suposto destino estabelecimentos comerciais situados em glebas rurais, localizadas na fronteira entre Mato Grosso e a Bolívia.

Diante do fluxo estranho, a equipe intensificou as investigações e apurou que os estabelecimentos comerciais eram fictícios ou não apresentavam condições físicas e financeiras de movimentar e vender grandes cargas de mercadorias que eram movimentadas.

Na sequência chegou ao conhecimento da Polícia Civil, por meio da unidade da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) em Cáceres, que durante fiscalização em uma das propriedades agrícolas foi averiguada um número de notas fiscais emitidas para um bar, localizado na gleba Nova Fortuna, em milhões de reais adquiridos em cerveja, sem que tenha havido qualquer saída da mercadoria.

A fiscalização da Sefaz, realizada em agosto, localizou uma fazenda onde estava depositada uma grande carga de cerveja e o transbordo dessa carga seria feito para caminhões emplacados na Bolívia.

Com base nos fatos, foi realizada a troca de informações com os policiais do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), que passaram a dar ênfase nas fiscalizações desse tipo de carga.

Conforme o delegado de Vila Bela da Santíssima Trindade, João Paulo Berté, logo no primeiro fim de semana, um carregamento de cerveja avaliado em cerca de R$ 230 mil foi apreendido na fronteira.

Já no dia 21 de agosto, a Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade foi acionada para atender um acidente de trânsito na zona rural, envolvendo uma carreta Mercedes Benz carregada de cerveja, que tombou na estrada que dá acesso à Gleba Nova Fortuna.

Os policiais encontraram o carregamento espalhado pelo solo e os proprietários da carga providenciaram a a retirada das bebidas.

A investigação identificou que a nota fiscal que acompanhava a carga de cerveja tinha como destino uma empresa que não existia fisicamente, cujo endereço era um pequeno bar da gleba, localizada na faixa de fronteira.

Diante disso o sócio próprio da empresa foi ouvido na Delegacia de Vila Bela e acabou revelando que havia aberto a empresa apenas para usar de fachada no esquema de remessa de mercadorias para a Bolívia.

O inquérito instaurado pela Polícia Civil está tramitando na delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, para total esclarecimento dos crimes evidenciados, bem como a responsabilização dos envolvidos no esquema criminoso. Fonte: G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.1%
4.9%
8.1%
8.6%
43.2%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp