17/02/2022 às 09h43min - Atualizada em 17/02/2022 às 09h43min

Em Rondônia, prefeito terá aumento de salário em mais de 70%; vice e secretários também foram beneficiados

Gazeta Rondônia
Por do sol em Ji-Paraná - crédito de imagem: Reinaldo Cardoso.

O Prefeito de Ji-Paraná (RO), Isaú Fonseca (MDB), sancionou uma lei que aumenta o próprio salário em mais de 70%, saltando de aproximadamente R$ 13 mil para quase R$ 23 mil. Também foram reajustados os salários do vice-prefeito e secretários municipais.
 
A norma foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Ji-Paraná, sancionada pelo prefeito e publicada no diário oficial da última semana. Os novos valores já são válidos para o mês de fevereiro.
 
Com os novos tetos, a despesa pública com os agentes citados subiu para quase R$ 2,5 milhões. Ou seja, os gastos com os salários do prefeito, o vice e secretários ficaram R$ 600 mil mais caros.
 
De acordo com o texto da lei, o reajuste para prefeito e vice-prefeito representa a correção referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) acumulada entre 2013 a 2021. Já o valor destinado aos secretários leva em consideração o IPCA de 2017 a 2021.
 
Repercussão
 
A aprovação da lei dividiu opiniões dos próprios parlamentares e da população. Segundo o vereador Lorenil Gomes (PSDB), que votou a favor, a decisão foi tomada levando em consideração a contratação de médicos para o município.
 
"Eles [os médicos] não poderiam receber um teto acima do prefeito, ou seja, eles tinham que receber R$ 12 mil. Nós não tínhamos nenhum profissional que queria vir para nossa cidade. Esse era um dos pontos", comentou.
 
Já a vereadora Rosana Pereira (DEM) votou contra a lei e ressaltou que vê a medida como uma "incoerência muito grande".
 
"Os funcionários efetivos não têm aumento há muito tempo. 885 reais: esse é o salário base de um funcionário efetivo do município. Que coerência aumentar salário do prefeito, vice-prefeito e dos secretários enquanto os efetivos, que são aquelas pessoas carregam a prefeitura nas costas, estão lá sem aumento?", apontou.
 
O g1 entrou em contato com a Prefeitura de Ji-Paraná, mas não obteve retorno até a última atualização dessa reportagem.
 
Protestos
 
Em dezembro de 2020, moradores de Ji-Paraná realizaram um protesto durante sessão de votação por causa do projeto de lei que pretendia aumentar salários do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores, além de aumentar a taxa de coleta de lixo e o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).
 
Indignados e com a intenção de barrar aprovação do projeto, centenas de moradores foram até o plenário da Câmara. A Polícia Militar (PM) foi chamada para acompanhar a situação.
 
A intenção da proposta, é que os novos salários entrassem em vigência este ano, caso fosse aprovada. Fonte: G1.

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp