22/02/2022 às 17h11min - Atualizada em 22/02/2022 às 17h11min

Cheia do rio Machado inunda quartel dos Bombeiros e telefone 193 de emergência sai fora do ar em Ji-Paraná

Gazeta Rondônia

A sede do Corpo de Bombeiros foi inundada pela cheia do rio Madeira nesta terça-feira (22) em Ji-Paraná (RO), região central do estado. O município vive a maior cheia dos últimos 45 anos, segundo a Defesa Civil.
 
Por causa da inundação do prédio dos bombeiros, as duas linhas 193 (para pedido de emergência) estão fora do ar.
 
O quartel dos Bombeiros em Ji-Paraná fica ao lado do rio Machado, que chegou na marca de 11,67 metros na última segunda-feira (21).
 
Há alguns dias a Defesa Civil de Ji-Paraná vem alertando a população sobre o risco de enchentes dos rios Machado e Urupá. No domingo (20), o órgão chegou a emitir um alerta vermelho por conta do nível dos rios.
 
Ao menos 50 famílias precisaram deixar as residências e se abrigar em outros locais por conta do nível do Rio Machado.
A água também chegou às lojas da avenida Transcontinental, a via é uma das mais importantes da cidade.
 
Cheia histórica
 
O Rio Machado é medido pela ANA, em Ji-Paraná, desde 1977. Até então, a maior marca tinha sido registrada em 2014. Na época, o rio chegou aos 11,66 metros e cerca de 200 famílias foram afetadas.
 
Já cinco anos depois, em 2019, o nível do rio voltou a subir e chegou aos 11,62 metros. Várias famílias também tiveram que sair de casa na época.
 
O nível do Rio Machado catalogado nesta segunda sobrepôs os anos de 2019 e 2014 e se tornou a maior desde que o rio começou a ser mensurado, em 45 anos. (G1).


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp