07/03/2022 às 08h42min - Atualizada em 07/03/2022 às 08h42min

Cirurgias de Catarata e Pterígio serão realizadas gratuitamente por meio de mutirão em Cerejeiras

Agendamento acontece de 7 a 11 de março no posto de saúde Anizia Borges

Gazeta Rondônia

Uma parceria da secretaria estadual de saúde (SESAU) e secretaria municipal de saúde de Cerejeiras (SEMSAU) irá realizar durante o mês de março mutirão de cirurgias de Catarata e Pterígio no hospital municipal São Lucas de Cerejeiras.
 
Nesta segunda-feira (7) tem início a primeira etapa, pois, estão previstas a realização de 300 cirurgias entre Catarata e Pterígio (carne crescida nos olhos) na região. A ação visa zerar a fila de espera por procedimentos oftalmológicos em todo o Estado.
 
A SESAU explica que para realizar o procedimento, é necessário que o paciente procure a unidade de saúde:
 
1ª Etapa: Posto de Saúde Anizia Borges, no bairro Jardim São Paulo, de 07 a 11 de março, das 07h ás 11h, onde vai ocorrer o encaminhamento e então entrará na fila de regulação para ser submetido à consulta e exame oftalmológico. Já para o paciente que está na fila e ainda não foi chamado, é necessário que atualize a folha cadastral, para que a equipe entre em contato e marque a cirurgia, caso seja preciso.

2ª Etapa: Consultas Oftalmológicas de 17 a 24 de março, que serão realizadas no mesmo local.
 
3ª Etapa: Realização dos procedimentos cirúrgicos de 25 a 31 de março de 2022, no hospital municipal São Lucas.
 
O Governo do Estado já realizou mais de 16 mil cirurgias oftalmológicas nos municípios, sendo em Porto Velho, 10.500 mil cirurgias; em Jaru, duas mil; em Ji-Paraná, mil; Cacoal, duas mil e Rolim de Moura, mil cirurgias.
 
“O objetivo do Governo é zerar a fila de pessoas que precisam dessas cirurgias. Só não conseguimos antes, infelizmente, por conta da pandemia. Esse projeto é fantástico, ele permite que as pessoas voltem a enxergar, a ver a luz do dia, a partir do dia 25 já começaremos a operar e isso só é possível, porque temos uma parceria muito grande entre as prefeituras, vereadores, legislativo e um governo municipalista,” ressalta o secretário de Estado de Saúde, Fernando Máximo.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp