03/09/2022 às 21h50min - Atualizada em 03/09/2022 às 21h50min

Mulher é baleada às margens de córrego e consegue revelar à polícia quem atirou antes de morrer

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Uma mulher foi morta a tiros às margens de um córrego em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a polícia, o suspeito do crime foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes do município.

O site não conseguiu localizar a defesa do suspeito para um posicionamento sobre o caso.

O caso aconteceu na sexta-feira (2). Segundo registro da Polícia Militar, ao ser encontrada pela polícia, a vítima teria mostrado o celular com a foto da pessoa que teria atirado nela, facilitando a identificação e prisão do suspeito.

À polícia, a mulher ainda afirmou que estava grávida e que teria levados os tiros por o homem não ter aceitado a gravidez. Ela chegou a ser socorrida, mas morreu na ambulância, a caminho de uma unidade de saúde da cidade. O diretor do IML de Aparecida de Goiânia, Murilo Toscano, afirmou que a vítima não estava gestante.

Apesar de a vítima afirmar ter um relacionamento com o suspeito, ele negou à Polícia Militar que a namorasse, mas explicou que eles tiveram uma relação há um tempo, sem especificar quando. Ele ainda pontuou que, na ocasião em que tiveram essa relação, ela teria pego R$ 4 mil dele.

Ao admitir à polícia ter atirado na mulher, o homem disse ter dado três tiros nela e que a motivação seria apenas por ter perdido o dinheiro.

O homem foi encontrado no Setor Parque Atheneu, em Goiânia. De acordo com o delegado Hudson Benedetti, o carro utilizado pelo suspeito no momento do crime também foi localizado e apreendido, ainda com restos de sangue. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »