17/11/2022 às 09h35min - Atualizada em 17/11/2022 às 09h35min

Deputada Carla Zambelli nega em depoimento ter cometido ilegalidade ao sacar arma na rua

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) foi ouvida nesta quarta-feira (16), por videoconferência, pela Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a perseguição armada em São Paulo na véspera do segundo turno das eleições.

Zambelli foi filmada no dia 29 de outubro com uma arma de fogo em punho enquanto perseguia um homem em São Paulo. Conforme sua assessoria, a deputada sacou a arma após ter sido ofendida. No depoimento, segundo comunicado pela assessoria, Zambelli disse que “sua conduta não se revestiu de nenhuma ilegalidade”.


Durante o depoimento, a deputada defendeu que foi vítima de violência política e deu sua versão sobre o que ocorreu no episódio, segundo sua assessoria. Zambelli alegou ter recebido ofensas à sua honra e ameaças.

Ela também afirmou que o fato ocorreu um dia após o vazamento do de seu número de telefone em redes sociais e que recebeu mensagens com ameaças de morte e xingamentos.

Fonte: CNN.




 

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »