Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
09/02/2023 às 18h30min - Atualizada em 09/02/2023 às 18h30min

Exportações do agronegócio têm alta de 4,4% em 2022

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Com alta de 14,9% no quarto trimestre, impulsionada pelas vendas de cereais, fumo e carnes, as exportações do agronegócio no Rio Grande do Sul somaram US$ 16 bilhões em 2022, aumento de 4,4% em relação ao ano anterior.

Os dados fazem parte do boletim Indicadores do Agronegócio do RS, divulgado nesta quinta-feira (9), pelo Departamento de Economia e Estatística.

As vendas do agronegócio do estado representaram, em 2022, 71,5% do total vendido pelo estado ao exterior e, em termos absolutos, tiveram crescimento de US$ 668,5 milhões.

No ano marcado pela estiagem que afetou a produção de soja, principal produto de exportações, o RS registrou queda no volume total embarcado (-15,5%), fato compensado pelo aumento nos preços médios dos itens (+23,5%).

O desempenho recorde de 2022 foi sustentado pelos crescimentos obtidos no primeiro trimestre (+72,1%), resultado das vendas de trigo e dos estoques de soja da safra 2020/2021 (não afetada pela estiagem) e no quarto trimestre, com um total de US$ 4,4 bilhões em vendas, resultado dos embarques do fumo (US$ 760,2 milhões; +107,4%), cereais (US$ 444,5 milhões; +86,5%) e carnes (US$ 721,3 milhões; +29,5%).

 

Recordes por segmento

Dos cinco principais setores exportadores do agronegócio do RS, o complexo soja foi o único a registrar queda no ano. Os setores de carnes, cereais e produtos florestais registraram os maiores valores da série histórica, enquanto fumo e seus produtos tiveram o melhor resultado desde 2013.

Exportações totais e dos principais setores do agronegócio no acumulado do ano

 

  • Carne: US$ 2 bilhões; +14,4%
  • Couros: US$ 292,1 milhões; -14%
  • Fumo: US$ 1,4 bilhão; +65,2% (houve queda de 14,6% na produção colhida, mas aumento de 39,4% no volume vendido do fumo não manufaturado)
  • Cereais: US$ 1,3 bilhão; +177,1%
  • Produtos florestais: US$ 1,2 bilhão; +16,1%
  • Máquinas agrícolas: US$ 392,2 milhões; +41,2%
  • Soja: US$ 4 bilhões; -34,4%

 

Principais destinos

 

A China teve reduzida a sua participação no ranking dos principais destinos das exportações gaúchas em 2022. O país asiático foi responsável por 28,5% das compras do agronegócio. Ainda assim, os chineses seguem na liderança da lista, seguidos da União Europeia (15,1% do total; mais US$ 716,2 milhões em compras), Estados Unidos (5%), Índia (3,7%) e Irã (3,5%).

 

Emprego no agronegócio

 

Em dezembro de 2022, o Rio Grande do Sul tinha 363.364 vínculos ativos de emprego com carteira assinada no agronegócio, com um saldo (diferença entre admissões e demissões) de 12.104 postos no acumulado do ano. O número representa uma baixa em relação a 2021, quando o ano terminou com um aumento de 18.199 empregos no segmento.

O saldo no agronegócio em 2022 representou 12% do total de empregos gerados no estado, que teve, levando em conta todos os setores da economia, um aumento de 100.773 postos formais. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »