18/03/2023 às 20h00min - Atualizada em 18/03/2023 às 20h00min

Filha de cantor sertanejo denuncia o pai por agressões

Ex-namoradas também registraram denúncias

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

O cantor sertanejo Fernando Cellarius é alvo de um processo criminal por lesão corporal ocorrida no âmbito de violência doméstica na Justiça do Paraná por agressões cometidas contra a própria filha, Kauane Cellarius, 22 anos.

O caso surgiu após denúncias publicadas pela jovem nas redes sociais, como um áudio em que diz ter sido ameaçada com uma arma de fogo. Ouça acima.

Kauane mora em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, e afirma que as agressões, tanto físicas quanto verbais, começaram ainda na infância.

O cantor nega todas as acusações. Veja abaixo o que se sabe sobre o caso.

 

Como e quando aconteceu?

 

Em 2021, Kauane procurou a Polícia Civil do Paraná (PCPR) depois de ser incentivada pelo namorado a denunciar o caso. Após o registro do Boletim de Ocorrência (B.O.), ela conseguiu uma medida protetiva contra o pai na Justiça.

A decisão judicial obriga o artista a não se aproximar da filha e também não entrar em contato com ela.

 

"Nas agressões ele subia em cima de mim, me dava soco de mão fechada. Ele apertava o meu pescoço até eu perder o meu ar. E quando eu tava na época no colegial, ele fazia eu passar muita maquiagem pra cobrir esses hematomas", conta Kauane.

 

Em outubro de 2022, o Ministério Público denunciou Cellarius por lesão corporal ocorrida no âmbito de violência doméstica. A Justiça acatou a acusação em janeiro deste ano e transformou o cantor em réu no processo.

 

Carreira

 

Fernando é integrante da dupla Giba & Nando.

No canal do YouTube da dupla, eles dizem que trabalham juntos na música sertaneja há 13 anos.

 

São quantas denúncias?

 

A divulgação das denúncias de agressões por Kauane motivou ex-namoradas de Cellarius a adotar a mesma medida. As mulheres afirmaram que também foram vítimas de violências física e psicológica.

Nesta semana, uma delas registrou um B.O. na Polícia Civil. Uma outra mulher, que conversou com a RPC e preferiu não se identificar, fez a queixa em julho de 2020 e descreveu como teriam sido as agressões.

"Ele foi ficando mais agressivo, com palavras, e sempre tentava inverter o caso, fazer você ser a culpada da discussão, a culpada porque você irritou ele, e por isso ele te pegou com força, te segurou com força. E era essa a forma que depois, aos poucos, hoje eu consigo ver que ele é uma pessoa psicopata"

 

O que diz o cantor?

 

Fernando Cellarius e o advogado dele, Emerson Ernani Woyceichoski, convocaram uma entrevista coletiva para falar sobre o assunto.

O cantor negou ter agredido a filha quando ela era criança e disse que vai provar a inocência ao longo do processo.

 

"Não é como ela está falando. Infelizmente eu preciso dizer não houve agressões desde que ela era criança. Isso aí é a realidade do que eu tô falando pra vocês. Tem muita coisa que vai vir à tona e eu tenho fé, eu acredito na Justiça", afirmou.

 

Questionada, a defesa preferiu não apresentar as provas que diz possuir aos jornalistas. O advogado disse que a filha do artista sertanejo teve um "desequilíbrio" no dia dos fatos.

"Ela teve naquele dia um desequilíbrio, nós não sabemos por conta do que, extremamente transtornada. Nós temos imagens gravadas do dia e tudo isso a gente vai apresentar em juízo. Não vamos expor as provas agora".

A Justiça marcou as primeiras audiências do caso para o ano que vem. Fonte: G1

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »