18/03/2023 às 20h50min - Atualizada em 18/03/2023 às 20h50min

Mulher é presa após matar a mãe e a própria filha

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

A Justiça converteu, na noite desta sexta-feira (17), a prisão em flagrante para preventiva da mulher de 34 anos suspeita de matar a mãe e a filha, nesta semana, no bairro Piratininga, em Venda Nova, na região norte de Belo Horizonte.

A decisão é da juíza Juliana Beretta Kirche e também determina que Amanda Christina Souza Pinto fique em cela reservada no presídio de vespasiano, na região metropolitana, onde deu entrada na tarde dessa quinta-feira (16).

Na quarta-feira (15), quando o crime foi descoberto, Juliana foi internada no Pronto Socorro do Hospital João 23. Ela foi levada para a unidade de saúde após ser encontrada desacordada, no apartamento onde mora. Ela inalou gás de cozinha, após matar a mãe, de 67 anos, na terça-feira (13), e a filha de 10 anos, no dia seguinte. As duas foram asfixias. Depois, a mulher vedou o apartamento e ligou o gás. Vizinhos sentiram o cheiro e acionaram as autoridades

A decisão da magistrada também determina que o Hospital João 23 atualize o estado de saúde de Juliana, em um prazo de 24 horas. A defesa da suspeita chegou a alegar que ela sofre de doenças mentais para justificar o duplo homicídio, porém, para a Justiça, ainda não existem elementos que comprovem essa tese. Fonte: R7

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »