23/03/2023 às 21h10min - Atualizada em 23/03/2023 às 21h10min

​Vereadores são presos suspeitos de exploração sexual, corrupção de menores e pedofilia

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

A Polícia Civil prendeu dois vereadores do município de Jacinto, no Vale do Jequitinhonha (MG), investigados por crimes de exploração sexual de criança e adolescente, extorsão, pedofilia e corrupção de menores. Os mandados de prisão preventiva foram cumpridos durante a Operação Ambitus, deflagrada na manhã desta quarta-feira (22).

De acordo com a Polícia Civil, um dos parlamentares teria coagido uma adolescente, de 15 anos, a gravar uma vídeo-chamada, no dia 6 de janeiro, com conteúdo sexual com seu adversário político, também vereador do município.


A jovem teria feito o vídeo e enviado o conteúdo para o vereador que a coagiu e ele, segundo a PC, utilizou o material para extorquir o adversário político.

Além dos vereadores, um outro homem também foi preso suspeito de exploração sexual da jovem. De acordo com a Polícia Civil, ele é um traficante conhecido na região e estaria realizando viagens com ela. O homem já tem passagens por receptação e outros crimes.

Os três presos foram encaminhados ao presídio de Jacinto. Durante a operação Ambitus, também foram cumpridos quatro de busca e apreensão.

Os nomes dos vereadores não foram divulgados. Por isso, o G1 não conseguiu falar com a defesa deles. Se algum advogado se manifestar, esta reportagem poderá ser atualizada.

Em nota enviada ao G1, a Câmara de Vereadores de Jacinto informou que:

"A Câmara Municipal de Jacinto, em virtude da Operação Ambitus, deflagrada na manhã desta quarta-feira (22), pela Polícia Civil, tomou conhecimento através de sua Assessoria Jurídica, acerca da prisão preventiva de dois vereadores. Os Legisladores foram presos preventivamente, investigados por supostos crimes de exploração sexual de criança e adolescente, extorsão, pedofilia e corrupção de menores. Em tempo, a Câmara esclarece que já adotou medidas regimentais para a apuração da conduta dos vereadores.

O Poder Legislativo rechaça a nota prévia extraoficial divulgada e compartilhada nas redes sociais, de que os supostos crimes ocorreram no âmbito da Câmara de Vereadores de Jacinto, oportunidade em que o Assessor Jurídico em reunião com o Delegado titular da operação se manifestou contrário à mesma, tendo a autoridade policial se prontificado a divulgar a nota oficial da Polícia Civil, através de coletiva de imprensa a ser realizada amanhã, dia 23 de Março, às 14h, na sede da Polícia Civil em Almenara.

A Presidência da Câmara informa ainda que já instaurou procedimento disciplinar através de provocação formal de partido político com representatividade na casa, em que visa apurar a conduta disciplinar que atenta contra a ética e o decoro parlamentar dos envolvidos."


Fonte: G1.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »