27/03/2023 às 11h53min - Atualizada em 27/03/2023 às 11h53min

Quatro professoras e um aluno são esfaqueados em escola estadual. Uma morreu

Gazeta Rondônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Quatro professoras e um aluno foram esfaqueados manhã desta segunda-feira (27) dentro da Escola Estadual Thomazia Montoro, na Vila Sônia, em São Paulo, segundo o governo de São Paulo. Uma das professoras, Elisabete Tenreiro, de 71 anos, teve uma parada cardíaca e morreu no Hospital Universitário, da USP.

De acordo com a Polícia Militar, o agressor, um aluno de 13 anos do oitavo ano na escola, foi contido pelos policiais e levado para o 34° DP, onde o caso foi registrado. O vídeo acima mostra o momento em que ele foi desarmado por duas professoras

Inicialmente, a polícia havia informado que dois alunos tinham sido atingidos. Um deles, porém, foi socorrido em estado de choque, mas sem ferimentos. A outra criança ferida sofreu um corte no braço e foi levada a um hospital da região. Segundo a mãe de outro aluno, ele tentou salvar uma das professoras e ficou ferido superficialmente.

As vítimas foram levadas para os hospitais das Clínicas, Bandeirantes, Universitário e São Luís.



O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) que cumpre agenda fora do país, lamentou por meio das redes sociais "Não tenho palavras para expressar a minha tristeza", escreveu ele. À colunista do g1 Andreia Sadi, Freitas disse que estuda colocar policiais em escolas de forma permanente.

O prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), também lamentou o ataque. "Uma tragédia que nos deixa sem palavras", disse

Na porta da escola, pais relataram à reportagem da TV Globo que agressões físicas entre os alunos são constantes na escola. Fonte: G1

 
 

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »