01/04/2021 às 10h16min - Atualizada em 01/04/2021 às 10h16min

LUTO: Cerejeiras registra 5 mortes por Covid-19 nas últimas 48 horas, veja o boletim

Gazeta Rondônia
Gazeta Rondônia
O município de Cerejeiras (RO) pacata cidade localizada no conesul do estado Rondônia, que tem aproximadamente 17 mil habitantes, tem registrado nos últimos dias números altíssimos de contaminados pelo novo Coronavírus e nas últimas 48 horas 5 óbitos foram contabilizados e seus moradores enlutados choram a morte de pioneiros e filhos ilustres.
 
1º Óbito

O pioneiro do município de Cerejeiras (RO) Edson Guerreiro, 77 anos, foi internado no hospital municipal São Lucas de Cerejeiras no dia 23, vindo transferido do município de Pimenteiras do Oeste, onde realizou exame PCR que diagnosticou a contaminação por Covid-19, foi transferido para o hospital regional de Cacoal no domingo (28) e não resistiu, vindo a óbito no dia 29.

Edson Guerreiro, conhecido popularmente como "Edinho" residia em Cerejeiras, onde chegou no ano de 1984, era gerente da fazenda Perobal e Mequens, seu corpo foi sepultado na cidade de Indiavay no estado do Mato Grosso, deixou 6 filhos e 13 netos.

Edson Guerreiro

2º óbito
 
Faleceu na noite desta quarta-feira (31) por volta das 22h na UTI do Hospital Regional de Vilhena, o engenheiro agrônomo Nelson Massami Nakamura, 31 anos, após ficar 4 dias internado no hospital municipal São Lucas de Cerejeiras, depois de ser diagnosticado com o novo Coronavírus.
 
Massami era filho de um produtor rural e de uma comerciante, ambos pioneiros em Cerejeiras, solteiro, mas tinha um filho, era promotor de eventos, um dos organizadores do “Bailão da Agronônia” realizado todos os anos por profissionais da engenharia agronômica e nas últimas edições a renda era destinada para entidades assistenciais do município. Ele foi transferido para Vilhena na sexta-feira (26) e no sábado (27) precisou ser intubado. Duas doses de um medicamento que custou aproximadamente R$ 20 mil reais foram adquiridas por amigos e familiares que fizeram uma vaquinha virtual para ajudar custear o tratamento, mas infelizmente ele não resistiu.
 
O corpo de Nelson será sepultado na manhã desta quinta-feira (01) em cerimônia restrita aos familiares no cemitério Cristo Redentor de Cerejeiras.

Nelson Massami Nakamura
 
3º Óbito
 
A servidora estadual de saúde, Erezita Dias Figueiredo, 66 anos, faleceu na noite desta quarta-feira (31) em UTI do hospital regional de Vilhena, onde estava internada em tratamento contra o novo Coronavírus.
 
Erezita era servidora do estado de Rondônia, técnica de enfermagem e prestava serviços na enfermaria no sistema prisional de Cerejeiras, mas em razão da pandemia e ser do grupo de risco estava afastada de suas atribuições, contaminada pela Covid-19, ficou internada no hospital municipal São Lucas e posteriormente transferida para UTI do hospital regional de Vilhena, onde veio a óbito na noite desta quarta-feira. Seu corpo será sepultado ás 15 horas desta quinta no cemitério Cristo Redentor em cerimônia restrita aos familiares. Erezita deixa esposo e 2 filhos.
 
Erezita Dias Figueiredo

4º Óbito
 
O pioneiro do município de Cerejeiras, Albino Estevão da Silveira Telles, 70 anos, conhecido popularmente com “Albino sapateiro” estava internado em Vilhena, intubado e lutando pela vida após também ser contaminado pelo novo Coronavírus.
 
Albino foi contaminado pelo novo Coronavírus, buscou atendimento e foi aconselhado a se tratar em casa. Quando o quadro dele se agravou, os familiares o levaram ao mesmo hospital municipal São Lucas de Cerejeiras, onde ficou internado e posteriormente transferido para o UTI do hospital regional de Vilhena, precisou ser entubado e faleceu na manhã desta quinta-feira (01)

 
Albino Telles, era morador de Cerejeiras desde 1983, foi entubado e dias depois perdeu sua esposa Loreny Irena Schuller Teller, 67 anos, que também morreu vítima da Covid-19 na sexta-feira, dia 26, seu corpo será sepultado no cemitério Cristo Redentor de Cerimônia restrita aos familiares, Albino deixa quatro filhos e 10 netos.


Albino Estevão da Silveira Telles

5º Óbito

A pioneira do município de Cerejeiras (RO) e empresária, Alcênia Firmino de Almeida, 55 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (01) em UTI do hospital regional de Vilhena onde estava internada e entubada lutando contra as complicações do novo Coronavírus.

Alcênia era pioneira no município de Cerejeiras e empresária no ramo de festas e eventos, proprietária da empresa Bella Noiva, foi diagnosticada com a Covid-19 e internada no hospital privado Bom Jesus de Vilhena e posteriormente transferida para UTI do hospital regional de Vilhena, em razão de seu quadro clinico foi entubada e veio a óbito na manhã desta quinta-feira.

Alcênia Firmino de Almeida será sepultada em Vilhena na tarde de hoje, juntamente com sua mãe Alice Ribeiro Firmino, 76 anos, que era pioneira do município de Cerejeiras e atualmente estava residindo na cidade de Vilhena e faleceu vítima da Covid na tarde desta quarta-feira (31). Dona Alice deixa 7 filhos, 18 netos e 11 bisnetos. Alcênia deixa o esposo João Batista Ribeiro de Almeida, 3 filhos e 5 netos.
Alice Ribeiro Firmino e sua filha Alcênia Firmino de Almeida

Boletim epidemiológico do dia 31/03/2021 em Cerejeiras:


Crédito de imagem: Conheça e se inscreva no canal da RN Produções no Youtube http://bit.ly/3ignrTB

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »