Gazeta Rondônia Publicidade 728x90
09/02/2024 às 22h20min - Atualizada em 09/02/2024 às 22h20min

Acusado de matar dono de bar que não vendeu cachaça 'fiado' é condenado a 17 anos de prisão

Gazeta Ronônia

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90

Um homem chamado Rosilvado Florentino Costa e Silva, foi condenado a 17 anos de prisão pela morte de Salvador Rodrigues, proprietário de um bar na cidade de Cristino Castro, no estado do Piaui. A condenação foi proferida nesta quinta-feira (8). Segundo a Justiça, ele foi assassinado porque se recusou a lhe vender uma bebida fiado ao réu.

O caso aconteceu em 30 de agosto de 2020. De acordo com o Ministério Público, Rosilvado chegou ao bar acompanhado de outra pessoa e pediu uma bebida. Então, Salvador informou que somente forneceria a bebida mediante pagamento prévio. 

Clique aqui para seguir o canal do Portal Gazeta Rondônia no WhatsApp
 
A situação irritou o homem, e ele e o dono do bar começaram a discutir.

O réu teria usado um banco de uma das mesas para agredir o dono do bar. Depois de ferido, Salvador tentou correr para pedir socorro, mas caiu e foi atacado com vários golpes de faca. Uma testemunha tentou atacar o suspeito com um taco de sinuca, mas ele conseguiu fugir.

Rosilvado foi condenado por homicídio qualificado por motivo fútil, e deverá cumprir a pena, de 17 anos em regime inicial fechado.

Receba as principais notícias do Gazeta Rondônia com exclusividade no WhatsAppTelegramFacebook ou Instagram e fique por dentro de tudo!
 
Fonte: G1.

Gazeta Rondônia Publicidade 790x90


Notícias Relacionadas »
Comentários »