31/05/2021 às 22h50min - Atualizada em 31/05/2021 às 22h50min

Irmão é preso suspeito de matar empresário e cunhada

Gazeta Rondônia

Um homem de 54 anos foi preso nesta segunda-feira (31) suspeito de matar o irmão dele e a cunhada, respectivamente, em Porto dos Gaúchos, a 644 km de Cuiabá, no dia 3 deste mês. Valdir Hennig, 45 anos e Tatiane Medeiros Hennig, 46 anos, foram encontrados carbonizados a cerca de 30 km das margens da MT-338.

O investigado é irmão de Valdir e teve a prisão temporária cumprida na cidade de Itanhangá.

O delegado de Porto dos Gaúchos, João Antônio batista Ribeiro Torres, disse que, durante as investigações, foram encontrados vários objetos pessoais das vítimas com o suspeito.

Ele também teria realizado negócios com bens de propriedade do casal.

João Antônio representou à Justiça pela prisão do irmão da vítima tendo em vista ser imprescindível para as investigações em andamento.

A apuração realizada pela equipe da Delegacia de Porto dos Gaúchos levantou diversas informações e inúmeros indícios que apontam para o envolvimento do irmão e cunhado, respectivamente, das vítimas.

Segundo a polícia, confronto e acareações, assim como busca e apreensão realizadas reuniram indícios de que o investigado teria, em tese, praticado o crime.

O inquérito policial será concluído na próxima semana e encaminhado à Justiça.

A polícia acredita que o casal sofreu uma emboscada a cerca de 80 km de Porto dos Gaúchos, onde tinha uma propriedade rural.

Eles estavam desaparecidos desde o dia 29 de abril, quando o irmão de Valdir procurou a polícia e registrou o desaparecimento do casal.

Antes de procurar a polícia, o irmão do empresário se comunicou com parentes que moram em Itanhangá e foi informado que o casal já tinha retornado para Porto dos Gaúchos, na data prevista. Ele tentou ligar para eles, mas não atenderam. Então, ele procurou a Polícia Militar.

Eles teriam saído com destino a Itanhangá e não retornaram a Porto dos Gaúchos.

Logo após encontrarem os corpos, os policiais foram até a fazenda e encontraram munições e cápsulas, um pedaço de um relógio, uma máscara de tecido e vestígios de sangue.

Valdir e Tatiana eram empresários do ramo madeireiro em Porto dos Gaúchos e tinham uma fazenda na região. Fonte G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp