24/09/2021 às 14h40min - Atualizada em 24/09/2021 às 14h40min

Homem é preso suspeito de esfaquear, queimar e matar 3 vizinhos

Gazeta Rondônia
 

A Polícia Civil prendeu na noite desta quarta-feira (22) um homem suspeito de esfaquear, queimar e matar três vizinhos por desavenças com um deles na Zona Rural de Mairiporã, cidade da Grande São Paulo. O homem ainda esfaqueou outras duas pessoas, que foram levadas feridos a um hospital. Até a última atualização desta reportagem não havia confirmação oficial sobre o estado de saúde das vítimas.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o vizinho, que não teve o nome e idade divulgados, foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e incêndio. Todos crimes ocorreram em residências vizinhas a dele, na madrugada de quarta.

O homem foi responsabilizado pelos assassinatos do ajudante-geral Ailton Aparecido Santos, de 41 anos, de Emilia da Luz Silva, de 74, e do companheiro dela, o aposentado José Benecito da Silva, 78. Os corpos foram encontrados carbonizados dentro do imóvel onde moravam.

Os dois sobreviventes do ataque são um auxiliar-geral de 33 anos e uma mulher, de 53.

 

Os crimes

 

O caso foi descoberto depois que a Polícia Militar (PM) foi acionada para atender inicialmente a ocorrência de incêndio em duas residências numa área rural de Mairiporã. Chegando ao local, os agentes encontraram os cadáveres queimados e as outras vítimas feridas. 

O caso foi registrado na Delegacia sede da cidade, que iniciou as investigações para esclarecer os crimes. Testemunhas relataram que um homem havia invadido a residência e atacado as pessoas.

Durante as buscas pelo criminoso, a polícia encontrou uma besta (espécie de arco e flecha) e um kit de sobrevivência (com itens de primeiros socorros) na mata. Os objetos teriam sido usados pelo assassino e foram apreendidos pelos agentes.

Investigadores apuraram que o homem que matou e feriu as pessoas era o vizinho delas. Segundo a polícia, o agressor foi até ao imóvel vizinho tirar satisfações com as vítimas depois que uma delas havia se desentendido com a esposa dele.

O casal havia fugido da residência onde morava e passou a ser procurado. Policiais civis e militares acabaram identificando um carro dos fugitivos e depois localizou a mulher, que convenceu o marido a se entregar. Em seguida, o suspeito foi preso. A esposa não foi detida e nem autuada.

Em seu interrogatório, o homem negou ter assassinado os vizinhos, mas a polícia informou que os sobreviventes o reconheceram e, além disso, alega possuir outras provas contra ele.

O vizinho foi preso em flagrante e indiciado. Até a última atualização desta reportagem ele estava preso em uma unidade prisional de Guarulhos, na Grande São Paulo. Fonte: G1


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você desenvolveu algum transtorno relacionado à saúde mental durante a pandemia?

35.1%
5.2%
8.0%
8.6%
43.1%
Fale Conosco!
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp